Menu
SADER_FULL
terça, 3 de agosto de 2021
Busca
Brasil

Dunga aposta em jogo aberto e até espetáculo contra Holanda

1 Jul 2010 - 16h14Por Redação Terra
Se o pesadelo de Dunga no início da Copa do Mundo da África do Sul era enfrentar seleções retrancadas, o técnico da Seleção Brasileira está de ânimo completamente renovado para duelar com a Holanda. O treinador disse nesta quinta-feira, véspera do duelo pelas quartas de final em Port Elizabeth, que acredita em um jogo aberto e até num espetáculo para os torcedores.

Antes do primeiro jogo mata-mata - nas oitavas contra o Chile - Dunga ainda foi precavido nas palavras antes do apito inicial. Desta vez, o técnico nem pensa em encontrar uma postura defensiva. Perguntado o motivo pela qual Brasil e Holanda poderão fazer o melhor jogo do Mundial, rasgou elogios.

"Porque as duas equipes tentam jogar, têm jogadores de qualidade técnica e fazem aquilo que todos nós gostamos. Tentar sempre o gol, buscar vencer. Com duas equipes dessa forma, o espetáculo sempre fica bom", disse.

A Seleção Brasileira teve dificuldades diante dos adversários retrancados na fase classificatória - vitórias sobre Coreia do Norte (2 a 1) e Costa do Marfim (3 a 1), além de empate com Portugal (0 a 0). Já nas oitavas, contra o Chile, o Brasil teve um jogo aberto e fez 3 a 0 sem grandes dificuldades.

"Esperamos que seja um jogo aberto. Daqui para frente são todas partidas eliminatórias, então não pode ficar se cuidando muito. Tem que jogar para vencer", completou Dunga.

O treinador preferiu manter mistério sobre a escalação da equipe. O volante Felipe Melo, que se recupera de uma lesão no tornozelo esquerdo, ainda não está confirmado. "O Felipe está em condições, treinou normalmente. São lesões e tem que ver como vai reagir no dia após o treinamento", avisou.

E, depois de assumir preocupação com o comportamento do meia Kaká - pendurado após um amarelo contra o Chile -, Dunga preferiu sair em defesa do meia. "É um rapaz inteligente, sabe da sua importância. Se eu ficar te batendo o tempo todo e você ainda levar amarelo, não vai gostar. Ele é o que mais sofre faltas. O último (amarelo) só foi justo, os dois primeiros não tinha porque tomar cartão", opinou o treinador, lembrando também da expulsão do jogo contra a Costa do Marfim.

Já sobre o rival, Dunga assumiu que o atacante Robben merece atenção especial dos brasileiros. "Sem duvida, lógico que ele faz a diferença. É um jogador técnico, basta ver as ultimas partidas do Bayern (de Munique), quando sempre foi um jogador decisivo".


Deixe seu Comentário

Leia Também

FAMOSIDADES
Silvio Santos volta aos programas inéditos e comenta Faustão na Band: "coitado"
AUXILIO POPULAÇÃO
Trabalhadores nascidos em janeiro podem sacar auxílio emergencial
CÃOPAINHA
Cachorro toca campainha após ficar trancado fora de casa
SONHO INTERROMPIDO
Ultimo ensaio fotográfico minutos antes de médico sofrer choque e morrer nas vésperas de casamento
OLIMPÍADA
Rebeca é prata e faz história na ginástica olímpica em Tóquio
FENÔMENO DA NATUREZA
Chuva de meteoros será visível na madrugada de quinta para sexta em todo Brasil
A CASA CAIU
Mulheres se unem e surram "valentão" flagrado agredindo ex no meio da rua
CRISE HÍDRICA
Novas fontes preparam MS para a crise hídrica, ressalta governador
ABAIXO DE ZERO
Com -8,6°C, SC registra a menor temperatura do Brasil em 2021, diz Inmet
COVID-19
Em dia de aumento de casos Brasil tem 1.333 óbitos por Covid - 19 nas últimas 24 horas