Menu
SADER_FULL
sexta, 23 de outubro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ZANZI
Brasil

Dunga aposta em jogo aberto e até espetáculo contra Holanda

1 Jul 2010 - 16h14Por Redação Terra
Se o pesadelo de Dunga no início da Copa do Mundo da África do Sul era enfrentar seleções retrancadas, o técnico da Seleção Brasileira está de ânimo completamente renovado para duelar com a Holanda. O treinador disse nesta quinta-feira, véspera do duelo pelas quartas de final em Port Elizabeth, que acredita em um jogo aberto e até num espetáculo para os torcedores.

Antes do primeiro jogo mata-mata - nas oitavas contra o Chile - Dunga ainda foi precavido nas palavras antes do apito inicial. Desta vez, o técnico nem pensa em encontrar uma postura defensiva. Perguntado o motivo pela qual Brasil e Holanda poderão fazer o melhor jogo do Mundial, rasgou elogios.

"Porque as duas equipes tentam jogar, têm jogadores de qualidade técnica e fazem aquilo que todos nós gostamos. Tentar sempre o gol, buscar vencer. Com duas equipes dessa forma, o espetáculo sempre fica bom", disse.

A Seleção Brasileira teve dificuldades diante dos adversários retrancados na fase classificatória - vitórias sobre Coreia do Norte (2 a 1) e Costa do Marfim (3 a 1), além de empate com Portugal (0 a 0). Já nas oitavas, contra o Chile, o Brasil teve um jogo aberto e fez 3 a 0 sem grandes dificuldades.

"Esperamos que seja um jogo aberto. Daqui para frente são todas partidas eliminatórias, então não pode ficar se cuidando muito. Tem que jogar para vencer", completou Dunga.

O treinador preferiu manter mistério sobre a escalação da equipe. O volante Felipe Melo, que se recupera de uma lesão no tornozelo esquerdo, ainda não está confirmado. "O Felipe está em condições, treinou normalmente. São lesões e tem que ver como vai reagir no dia após o treinamento", avisou.

E, depois de assumir preocupação com o comportamento do meia Kaká - pendurado após um amarelo contra o Chile -, Dunga preferiu sair em defesa do meia. "É um rapaz inteligente, sabe da sua importância. Se eu ficar te batendo o tempo todo e você ainda levar amarelo, não vai gostar. Ele é o que mais sofre faltas. O último (amarelo) só foi justo, os dois primeiros não tinha porque tomar cartão", opinou o treinador, lembrando também da expulsão do jogo contra a Costa do Marfim.

Já sobre o rival, Dunga assumiu que o atacante Robben merece atenção especial dos brasileiros. "Sem duvida, lógico que ele faz a diferença. É um jogador técnico, basta ver as ultimas partidas do Bayern (de Munique), quando sempre foi um jogador decisivo".


Deixe seu Comentário

Leia Também

Invasão em residência acaba morador morto por tiro acidental TRAGÉDIA NA FAMILIA
Homem mata o próprio irmão ao atirar em invasor de residência
GUERRA DA VACINA
Bolsonaro diz que não comprará vacina chinesa, mesmo se aprovada pela Anvisa
Motorista da carreta diz que ainda tentou desviar, mas não conseguiu DOENÇA DO SÉCULO
Menor pega carro escondido, joga contra carreta e morre na hora
BRASIL - 155.403 MORTES
Covid-19: Brasil tem 24.818 novos casos em 24 horas
AJUDA
Caixa Econômica paga auxílio emergencial para 5,2 milhões de beneficiários
CORONAVIRUS
Morre voluntário brasileiro que participava de testes da vacina de Oxford
MORTE SUBITA
Idoso morre em voo de Cuiabá para SP; avião faz pouso de emergência
BRASIL - 154.176 MORTES
Covid-19: Brasil tem mais 271 óbitos e 15.383 novos casos em 24h
TRAGÉDIA NA CIDADE
Acidente entre trem e e micro-ônibus deixa uma mulher morta e feridos
VEJA VIDEO
Índio precisa buscar socorro a cavalo após ataque de onça