Menu
SADER_FULL
segunda, 17 de maio de 2021
Busca
VICENTINA

Duda pede nome de rua em bairro de Vicentina

2 Set 2010 - 16h40Por Gerson Pereira / Fátima News

O Vereador Presidente da Câmara Municipal de Vicentina Jose da Silva Machado PR, (Duda), encaminhou Indicação de Nº. 037/ 2010, na ultima sessão do dia 31 de Agosto, aonde na mesma o Vereador solicita que seja encaminhado copias deste ao Sr.Marcos Benedetti Hermenegildo PMDB, Prefeito Municipal de Vicentina, na qual o Vereador Indica que seja afixado nome de “Elias Marcelino dos Santos” em uma das Ruas do Conjunto Habitacional Sonho do Meu Pai existente na Linha do Barreirao, aonde o Sr.Elias Marcelino dos Santos (in memória) foi um dos fundadores deste Município e mais do que justo que colocarmos nomes de nossos saudosos em obras Publicas aqui implantadas. Em sua justificativa na Tribuna da Câmara Municipal, o Vereador justificou dizendo que “nossa Cidade tem crescido de maneira especial nestes últimos anos e tudo isto tem de se louvar nossos fundadores, pois foi com estes que tudo se iniciou, uma homenagem deste naipe é o mínimo que nos Vereadores e Autoridades no Município podemos fazer”. Justifica o Edil. 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Foto: Divulgação/Instagram LUTO NA MÚSICA
MC Kevin morre aos 23 anos no Rio de Janeiro
SONHO INTERROMPIDO
Agente educacional morta em ataque a creche em Saudades queria fazer intercâmbio no Canadá
PESQUISA PRESIDENCIAL
Datafolha mostra Lula disparado na corrida eleitoral
NOVA INFECÇÃO
Covid-19: após 3 semanas de queda, casos de coronavírus avançam no Brasil puxados por 9 Estados
TRISTEZA NA FAMILIA
Seis pessoas da mesma familia morrem vítimas da Covid-19
NOVAS REGRAS
WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe