Menu
SADER_FULL
quarta, 1 de dezembro de 2021
Busca
Brasil

Dourados terá mais lombadas e em novos pontos

3 Nov 2009 - 13h00Por Diário MS

A cidade de Dourados deve ter nos próximos meses a conclusão da instalação de novas lombadas eletrônicas que substituirão as antigas, danificadas, e outras que ocuparão novos pontos, aumentando a fiscalização.

A informação é do secretário de Infraestrutura e Serviços Urbanos, Cláudio Marcelo Hall, em entrevista à Rádio Grande FM esta manhã.

De acordo com o secretário, o prazo para o início do funcionamento das lombadas ainda é indefinido. A novidade está no número de equipamentos que aumentou de 28 para 43 espalhados pelas principais vias de fluxo da cidade.

“Dourados cresceu muito e se tornou necessária a implantação de mais lombadas, até mesmo nos bairros, tendo em vista que a lombadas convencionais (quebra molas) são proibidos por lei”, disse Hall. Entre os novos pontos que ganharão lombadas eletrônicas está o acesso à Cidade Universitária, pela Avenida Guaicurus, palco de vários acidentes com vítimas fatais ultimamente.

Depois de concluídas as instalações dos equipamentos de fiscalização, segundo Hall, haverá uma intensa divulgação quanto ao funcionamento das lombadas por pelo menos 30 dias.

Algumas lombadas já estão em funcionamento e geram dúvidas na população. O secretário esclarece que as lombadas que já ‘funcionam’ ainda não estão gerando multas, mas que devem ser respeitadas da mesma forma.

“Já é uma forma de se acostumar para não haver surpresas quando iniciar o funcionamento da fiscalização”, disse.

Saudades

As lombadas eletrônicas foram desativadas no segundo semestre de 2005 em todo o Estado. Na época, o governo não renovou o contrato com a empresa e houve problemas em uma nova licitação. Agora, o Detran (Departamento Estadual de Trânsito) pretende reativar os redutores onde já existem e instalar em novos pontos, sempre dependendo da aprovação do município.

As lombadas eletrônicas são instaladas em pontos estratégicos para redução de velocidade, como escolas, hospitais e pontos com grande fluxo de veículos. Na área urbana, a velocidade máxima permitida pelas lombadas é de 30 ou 40 quilômetros por hora e a multa é calculada de acordo com o percentual em que a velocidade máxima permitida foi ultrapassada.

Além da punição administrativa, ultrapassar a velocidade imposta pelos redutores de velocidade também gera infrações que variam de grave (5 pontos na Carteira Nacional de Habilitação) a gravíssima (7 pontos).

As lombadas eletrônicas instaladas pelo Detran estarão restritas à área urbana dos municípios. Nas rodovias a implantação dos equipamentos é de competência do Dnit (Departamento Nacional de Infra-Estrutura e Transporte).

Leia Também

DOENTIO
Mulher descongela geladeira e encontra corpo de bebê escondido em sacola
PONTE BIOCEÂNICA
Ponte Bioceânica vai ganhar nova data de lançamento; Bolsonaro e Marito participam
AÇÕES DO GOVERNO MS
Com estados da região Sul, Azambuja quer integração ferroviária e união para redução de carbono
PIX SAQUE
Pix Saque começa hoje:comércio vê nova ferramenta como chamariz para clientes,mas teme por segurança
TRAGÉDIA NA LINHA DO TREM
vítima comemorou aniversário do marido um dia antes de morrer com a filha em acidente com trem
COVID NO BRASIL
Covid-19: Brasil registra 229 óbitos e 9,2 mil novos casos
# PREVENIR É O REMÉDIO
Covid-19: Brasil registra 303 mortes e 12.126 casos em 24 horas
DESESPERO
Vídeo: veja momento em que calçada cede e pessoas caem em rio
PÂNICO NO AEROPORTO
Vídeo mostra passageiros gritando e muito desespero em avião da Azul; veja
EMBOSCADA
Jovem morre após ser atingida por tiro na cabeça