Menu
SADER_FULL
sexta, 24 de setembro de 2021
Busca
Brasil

Dourados recebe pouca vacina contra H1N1

11 Mar 2010 - 17h19Por Dourados News
Até o próximo dia 22, a Secretaria de Saúde realiza a primeira etapa da Estratégia Nacional de Vacinação Contra o Vírus da Influenza A H1N1 em Dourados. De acordo com o cronograma estabelecido pelo Ministério da Saúde, a imunização será realizada em cinco etapas para diferentes grupos prioritários. Mas muitos profissionais da saúde ficarão sem a imunização em Dourados. Das 8 mil doses que foram solicitadas para esta primeira fase, o Governo enviou apenas 1.800 vacinas.

De acordo o médico e secretário de Saúde de Dourados, Mário Eduardo Rocha, a prioridade nesta primeira fase da vacina serão os profissionais da rede básica de saúde que estão diretamente tendo contato com pacientes.

"Estivemos em Brasília e realmente faltou recursos para garantir todas as doses a todos os municípios. Nós teremos que racionalizar a dosagem. A prioridade são auxiliares, enfermeiros, médicos, funcionários do PAM e dos prontos-socorros", disse Mário Eduardo, lembrando que se houver reclamações é preciso encaminhar ao Ministério Público e ao Ministério da Saúde.

 
Atendentes de farmácia e funcionários de hospitais particulares não terão acesso a vacina neste primeiro momento. "Esses profissionais terão que ter mais cuidados, como usar máscaras, por exemplo. Espera-se que neste inverno ocorra uma menor proporção da gripe suína, graças as etapas de vacinação", afirmou o secretário.

Mário Eduardo lembrou ainda durante entrevista a Rádio Grande FM nesta manhã, que o ano passado, o Ministério da Saúde comprou R$ 9 milhões de Tamiflu e Dourados recebeu apenas 10 caixas do remédio. "Em agosto quando acabou o inverno, sobraram caixas e mais caixas do Tamiflu. O Governo tem todos os medicamentos estocados e certamente irão vencer. Algumas caixas ainda estavam com o vencimento próximo e a ANVISA prorrogou", lembrou o secretário.

Estratégia Nacional de Vacinação
A primeira etapa de vacinação já está acontecendo com os profissionais da saúde em risco de contrair o vírus e a população indígena. A segunda etapa está prevista no período de 22 de março a 2 de abril e vai atingir grávidas de qualquer tempo de gestação, pacientes com doenças crônicas com idade inferior a 60 anos e crianças dos seis meses aos dois anos de idade.

A terceira etapa está prevista para o período de 5 a 23 de abril e vai atingir a população entre 20 e 29 anos de idade e a quarta etapa, pessoas abaixo de 60 anos de idade com doenças crônicas, no período de 24 de abril a 7 de maio. Uma quinta etapa, para pessoas de 30 a 39 anos de idade, também está confirmada, porém, sem data definida ainda.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ROTA BIOCEÂNICA
Comissão mista homologa consórcio que vai construir ponte da Rota Bioceânica em MS
CASTELO DE AREIA
Idoso casa com prostituta 35 anos mais nova e flagra com outro
DOENÇA DO SÉCULO
Servidor público é encontrado pendurado em árvore
COVID-19
Ministra de Bolsonaro testa positivo para Covid e cancela agenda em Nova Andradina
ASSUSTADOR
Homem encontra boneca na parede com bilhete misterioso: "obrigada por me libertar"
VIDEOS VAZADOS
Torcedora do flamengo esquenta a web com vídeos íntimos
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: Brasil registra em 24 horas 36.473 novos casos e 876 novas mortes
REVOLTANTE
Criança autista vítima de maus tratos é encontrada comendo fezes de cachorro para sobreviver
HOMICIDIO X SUICÍDIO
Marido mata esposa e tira própria vida; criança de 3 anos pede socorro a vizinho
NEGLIGÊNCIA
Criança de 2 anos ao volante mata prima de 3 anos atropelada