Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 13 de julho de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Dourados economiza para garantir contrapartida ao crescimento

17 Jun 2010 - 08h06Por Dourados News

Para garantir a contrapartida que a expansão econômica exige do poder público, a Prefeitura de Dourados está adotando uma série de medidas visando redução de 20% de seus gastos. Conforme o secretário municipal de Governo, Eleandro Passaia, o principal objetivo da contenção de despesas é assegurar os recursos que precisam ser investidos pela prefeitura, tanto em obras quanto em empreendimentos da iniciativa privada.

“Dourados vive um dos melhores momentos econômicos de sua história com a implantação de várias empresas tanto no setor comercial quanto industrial e com a construção de importantes obras públicas, como as três mil casas que o município está recebendo, o Anel Rodoviário, as obras do PAC, frentes de drenagem e asfalto nos bairros e recuperação das ruas. Este está sendo um ano muito importante para nosso município e todo esse crescimento depende diretamente de contrapartida da prefeitura. Por isso vamos economizar, para garantir os investimentos que o crescimento econômico necessita”, afirmou Passaia.

O secretário explica que além da contrapartida em recursos financeiros que o município precisa garantir para receber verba federal para casas, asfalto e drenagem, também existe a contrapartida em serviços à iniciativa privada. “Sempre que uma empresa se instala em Dourados, e neste ano o município tem recebido vários empreendimentos de médio e grande porte, a prefeitura tem que, além de doar o terreno, fazer o serviço de terraplanagem. Tudo tem um custo e para absorver esse impacto estamos economizando”, explicou.

Entre os investimentos em contrapartida que a prefeitura teve que fazer neste ano estão as desapropriações de áreas particulares para construção do Anel Rodoviário e mais recentemente da área para implantação do Ceprovest (Centro de Produção de Vestuário e Têxtil).

“Em 2010 o crescimento de Dourados está acima do esperado, mas no ano passado a situação financeira não foi tão boa assim em função de uma série de fatores. Só que o repasse de recursos para o município e a arrecadação deste ano são reflexos do desempenho no ano anterior, situação que exige da prefeitura uma série de medidas para reduzir gastos e absorver o impacto”, explicou Eleandro Passaia.

O prefeito Ari Artuzi disse que o município de Dourados vive um momento único em crescimento econômico e na implantação de obras importantes. “A prefeitura está fazendo de tudo para atrair mais empresas, gerar emprego e renda e para garantir obras que melhoram a vida da população”, afirmou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PANDEMIA CORONAVIRUS
Filho de ex-jogador famoso vende geleias e não vê o pai há nove anos
SOB INVESTIGAÇÃO
Maria Aldenir lutou com assassino, mas viu a filha ser morta com 24 facadas
AVANÇO DA PANDEMIA
Mais 903 casos e 33 mortes por coronavírus foram registrados em 24h em MT
BRASIL - 71.515 MORTES
Brasil tem 1.842.127 casos de Covid-19, aponta consórcio de veículos da imprensa em boletim das 8h
MAIS UM
Vírus com potencial pandêmico é detectado pela Fiocruz no Paraná
VÍTIMAS DE COVID-19
Mãe de médico morre horas após o filho e dois dias após o pai, vítimas da covid
VÍTIMA DE COVID-19
Covid tira de cena um dos últimos montadores do carro brasileiro
CD TRIBUTO AO PADRE ZEZINHO
No ano em Padre Zezinho faz 79 anos, Manoel Caires lança seu primeiro CD 'Tributo ao Padre Zezinho'
PAGAMENTO DO AUXILIO
Confira o calendário para saque em dinheiro do auxílio emergencial
AUXILIO EMERGENCIAL
Governo vai liberar mais 1,5 milhão de auxílios. Saiba como reclamar se o seu for negado