Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 20 de setembro de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Dormir pouco pode aumentar os riscos de depressão na adolescência

6 Set 2010 - 16h16Por Portal da Educação
É comum encontrar jovens com muitas atividades durante o dia e quase não ter tempo de descansar, e até mesmo, dormir direito. Uma descoberta colombiana pode ajudar os pais e tomar cuidados em um sintoma do filho que pode apresentar depressão: ir para cama tarde e não dormir.

De acordo com a pesquisa da Universidade Colúmbia, nos Estados Unidos, a depressão é 24% mais comum em adolescentes que têm permissão para ir para a cama tarde que em jovens cujos pais exigem que se recolham mais cedo.

O resultado foi a análise de dados dos voluntários de dois tipos: aqueles que se deitavam muito tarde e dormiam, em média, sete horas e meia por noite. Para o grupo dos que se recolhiam mais cedo, oito horas e dez minutos, em média. A análise partiu da interpretação do “horário de dormir imposto pelos pais”, como o oposto de “contar horas de sono”, para descartar a possibilidade de que a depressão estava fazendo alguns jovens dormir menos, e não o contrário.

De acordo com a tutora do Portal Educação, psicóloga Denise Marcon, é possível notar que os adolescentes sentem mais sono do que as pessoas adultas. “Devemos levar em consideração ao analisar a questão do sono, que os adolescentes estão em fase de transformação e que gastam muita energia no seu dia a dia, exigindo deles novas adaptações devido às descobertas presentes na sua faixa etária”, completa Marcon.

Mas pesquisas que comprovam a ideia de que poucas horas de sono podem levar à depressão são inúmeras. Uma delas é da Universidade de Londres, onde indicou que crianças com insônia estão mais sujeitas a desenvolver o transtorno na adolescência. Outro estudo de cientistas de Pittsburgh mostrou que, o indicador biológico de recuperação, isto é, não sofrer de depressão, era o sono adequado.

De acordo com especialistas, a falta de ânimo e predisposição genética ou ambiental para a falta de sono pode apresentar um risco maior do que a depressão propriamente. Isso porque, experimentos realizados no Centro Médico Walter Reed do Exército e na Universidade da Califórnia em Berkeley, estão começando a esclarecer essa relação. Durante ressonâncias magnéticas, pessoas saudáveis, mas com privação de sono apresentou aumento de atividade na amígdala, órgão cerebral envolvido no processamento das emoções, e redução de atividade no córtex pré-frontal – as mesmas alterações observadas em pessoas deprimidas.

“Como os adolescentes sofrem muitas pressões na vida cotidiana ─ cada vez mais complicada ─, eles precisam de mais horas de sono que crianças ou adultos; assim, não dormir direito pode se transformar em um problema”, diz o psicólogo William D. Scott Killgore, da Escola de Medicina de
Harvard, do Hospital McLean.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Caixa com cenouras de boa qualidade 100 DESPERDÍCIOS
Governo cria Rede de Bancos de Alimentos para combater desperdício
Ainda de acordo com a atualização, 567.369 pessoas estão em acompanhamento e outras 3.753.082 se recuperaram. PANDEMIA
Covid-19: Brasil acumula 4,4 milhões de casos e 134,9 mil mortes
Os beneficiários nascidos em janeiro  3,9 milhões de pessoas  poderão sacar AUXILIO EMERGENCIAL
Caixa abre 770 agências amanhã das 8h às 12h
Apesar do esforço médico a adolescente não resistiu. DESCARGA FATAL
Adolescente segura extensão de energia e morre após sofrer descarga elétrica
Assaltante magro está com um revólver na mão direito e boné na esquerda TERROR NA RODOVIA
Vídeo mostra ação extremamente violenta de ladrões em Rodovia
As imagens mostram que a vítima estava prestes a sair de moto VIOLENCIA NA CIDADE
Homem é flagrado agredindo e tentando atropelar a ex; veja vídeo
Bolsonaro autorizou estudos para a área. PROGRAMA ASSISTENCIAL
Após desistir do Renda Brasil, Bolsonaro autoriza criação de novo programa social
Bolsonaro com Ricardo Barros APREENSÃO
Gaeco cumpre mandado em escritório de Ricardo Barros, lider do governo Bolsonaro na Câmara
presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) AGORA
Maia testa positivo para Covid-19, informa assessoria do deputado
 Joice Pastre, 27 anos, morreu na última sexta-feira (11) GESTO NOBRE
Família doa órgãos de jovem que sofreu aneurisma cerebral