Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 18 de junho de 2021
Busca
Brasil

Dólar tem leve baixa e fecha a R$ 1,75

16 Dez 2009 - 16h07Por Folha Online

O mercado de câmbio doméstico teve um dia "morno", sem variações mais bruscas dos preços da moeda americana, numa sessão marcada pela cautela: o banco central americano anuncia nas próximas horas a nova taxa básica de juros dos EUA.

Dessa forma, o dólar comercial foi vendido por R$ 1,750, em queda de 0,22%, nas últimas operações desta quarta-feira. Os preços da moeda americana oscilaram entre R$ 1,758 e R$ 1,746. Nas casas de câmbio paulistas, o dólar turismo foi cotado por R$ 1,860, estável.

A Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo) sobe 0,14%, aos 69.408 pontos. O giro financeiro é de R$ 4,11 bilhões. Nos EUA, a Bolsa de Nova York avança 0,31%.

Analistas de mercado esperam que o Federal Reserve mantenha a taxa de juros próxima de zero, como é hoje, mas temem o que a autoridade monetária pode comentar sobre a economia dos EUA. A perspectiva de um aperto da política monetária americana em 2010 é uma das principais preocupações dos agentes financeiros atualmente.

O Banco Central informou hoje o fluxo cambial do país (entrada menos saída de dólares) está positivo em US$ 884 milhões neste mês (até o dia 11). No acumulado do ano, o saldo está positivo US$ 27,63 bilhões.

E em seu leilão diário de compra, o BC comprou moeda por R$ 1,7480 (taxa de corte).

Ontem, o Tesouro Nacional anunciou a captação de US$ 500 milhões no mercado europeu e americano, com bônus para vencer em 2019, e pagando juros de 4,75% ao ano para os investidores --a menor taxa da história para títulos em dólar. Outros US$ 25 milhões vieram do mercado asiático, reforçando as reservas internacionais de US$ 240 bilhões.

Juros futuros

O mercado de juros futuros, que sinaliza o custo do dinheiro para os bancos, elevou novmente as taxas projetadas nos contratos de prazo mais longo.

Economistas destacaram a geração recorde de empregos formais registrada pelo Ministério do Trabalho em novembro: 246.695 vagas, muito acima da projeção de consenso do mercado (150 mil).

No contrato que aponta os juros para outubro de 2010, a taxa prevista subiu de 9,84% ao ano para 9,92%, enquanto no contrato de janeiro de 2011, a taxa projetada passou de 10,43% para 10,49%. Esses números ainda são preliminares e podem sofrer ajustes.

Deixe seu Comentário

Leia Também

LUTO NA MÚSICA
Cantora gospel que defendia tratamento precoce morre de Covid-19 após ter os pulmões comprometidos
VIDEO
Cliente carrega mangueira sem perceber e bomba pega fogo em posto de combustível de Foz do Iguaçu
AÇÕES DO GOVERNO MS
Reinaldo Azambuja propõe projeto com Itaipu para combater assoreamento nos rios Iguatemi e Amambai
COPA X VIRUS
'Desse jeito, o vírus vai levantar a taça', diz deputado após 52 infectados na Copa América
FAMOSIDADES
Apresentador mostra fotos de viagens românticas com filha de Faustão e se declara
SEIS DIAS DE TERROR
Homem mata uma família e aterroriza moradores em seis dias de fuga deixando rastros de crimes
TRISTEZA E COMOÇÃO
Jovem engenheiro morre em acidente com moto e comove cidade
MUI AMIGO
Homem obriga mulher de amigo a fazer sexo oral e leva surra em delegacia
DOENÇA DO SÉCULO
Homem de 33 anos deixa carta de despedida e tenta pular de ponte
ABSURDO
Família registra boletim de ocorrência após vitima de covid ser sepultado em cemitério errado