Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 17 de maio de 2021
Busca
Brasil

Dólar interrompe seqüência de quatro quedas, mas sobe pouco

26 Ago 2004 - 16h19
Após quatro quedas, o dólar fechou nesta quinta-feira em alta de 0,13%, vendido a R$ 2,956, acompanhando o dia negativo em outros segmentos do mercado, prejudicados pela ameaça do Banco Central de aumentar os juros --provalmente em novembro, após as eleições-- para conter a inflação.

O risco Brasil avançou 2,5%, somando 535 pontos. O Ibovespa abandonou o patamar de 23 mil pontos com uma queda na casa de 2%. Na BM&F, os juros futuros subiram.

Esses indicadores refletiram, em parte, o tom pessimista da ata do Copom (Comitê de Política Monetária), divulgada nesta manhã. No documento, o Banco Central sinalizou uma alta do juro básico da economia citando o risco de um aumento dos preços devido à escalada do petróleo.

Também contribuiu para a maior cautela dos investidores a nova denúncia envolvendo o nome do presidente do Banco Central, Henrique Meirelles.
O Ministério Público do Trabalho em Goiás está investigando supostas irregularidades em acordos trabalhistas feitos pelo BankBoston com seguranças que trabalharam na campanha eleitoral de Meirelles em 2002.

Nos EUA, as Bolsas também operaram em campo negativo, influenciadas pelo aumento no número de pedidos de auxílio-desemprego nos EUA, que veio acima do esperado pelos economistas. Em Wall Street, ganhou força a aposta de que o Fed (Federal Reserve, o BC americano) deve manter os juros na próxima reunião.
 
Folha Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRAGÉDIA NO HARAS
Vaqueiro morre ao ser arrastado por boi durante vaquejada, em Paranatama; veja vídeo
Foto: Divulgação/Instagram LUTO NA MÚSICA
MC Kevin morre aos 23 anos no Rio de Janeiro
SONHO INTERROMPIDO
Agente educacional morta em ataque a creche em Saudades queria fazer intercâmbio no Canadá
PESQUISA PRESIDENCIAL
Datafolha mostra Lula disparado na corrida eleitoral
NOVA INFECÇÃO
Covid-19: após 3 semanas de queda, casos de coronavírus avançam no Brasil puxados por 9 Estados
TRISTEZA NA FAMILIA
Seis pessoas da mesma familia morrem vítimas da Covid-19
NOVAS REGRAS
WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho