Menu
SADER_FULL
sexta, 14 de maio de 2021
Busca
Brasil

Dólar fecha no menor patamar desde 30 de abril

25 Ago 2004 - 16h14

Após operar boa parte da manhã perto da estabilidade, o dólar passou a cair, impulsionado pela divulgação do superávit recorde em conta corrente no mês julho. O ingresso de recursos por uma grande empresa nacional também ajudou a moeda a atingir a mínima de R$ 2,9470. No fechamento dos negócios, a moeda norte-americana ficou cotada a R$ 2,9500 na compra e R$ 2,9520 na venda, com queda de 0,14%. É a menor cotação desde 30 de abril, quando fechou em R$ 2,9320. Na bolsa paulista, o movimento comprador prevalece. Às 16h30, o Ibovespa subia 0,98%, aos 23.094 pontos.

O Brasil registrou em julho superávit de US$ 1,814 bilhão em suas transações correntes, acima do resultado positivo de US$ 740 milhões em julho de 2003. Os investimentos estrangeiros diretos líquidos no país subiram para US$ 1,6 bilhão em julho, frente a US$ 1,247 bilhão de igual mês do ano passado.

"O mercado já estava animado com o superávit, mas estava resistindo nos R$ 2,95. Mas houve uma entrada não muito expressiva e isso acabou derrubando o dólar de vez", disse o operador de câmbio de um grande banco nacional em São Paulo.

Um outro destaque desta manhã foi a divulgação do fluxo cambial parcial do mês de agosto, negativo em US$ 462 milhões em agosto até o dia 23. Em julho, o saldo foi negativo em US$ 816 milhões. Segundo analistas, o mercado já esperava um saldo negativo e não demonstrou preocupação por conta da recente retomada das emissões privadas no mercado internacional.

Na bolsa paulista, o forte desempenho das bolsas norte-americanas e a queda dos preços do petróleo no mercado internacional contribuíam para a mudança de tendência.

O barril futuro de petróleo negociado em Nova York cedia cerca de US$ 1,00, para US$ 44,20, pressionado pelo forte movimento de venda nos contratos de gasolina. A escalada dos preços da commodity --que na semana passada chegou perto de US$ 50 o barril-- está no centro das atenções de investidores, por representar ameaça ao crescimento da economia global.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SONHO INTERROMPIDO
Agente educacional morta em ataque a creche em Saudades queria fazer intercâmbio no Canadá
PESQUISA PRESIDENCIAL
Datafolha mostra Lula disparado na corrida eleitoral
NOVA INFECÇÃO
Covid-19: após 3 semanas de queda, casos de coronavírus avançam no Brasil puxados por 9 Estados
TRISTEZA NA FAMILIA
Seis pessoas da mesma familia morrem vítimas da Covid-19
NOVAS REGRAS
WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada