Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 13 de agosto de 2022
SADER_FULL
Busca
Brasil

Dólar fecha a R$ 1,78; Bovespa tem dia instável

18 Dez 2009 - 16h31Por Folha Online

A mercado de câmbio doméstico testou mais uma vez o patamar de R$ 1,80, no último dia de uma das semanas mais nervosas de dezembro. A queda somente ocorreu já perto do final do expediente. Corretores entendem que a moeda americana deve passar por alguma pressão de alta no curto prazo, provavelmente entrando em 2010 no patamar acima.

Dessa forma, o dólar comercial foi vendido por R$ 1,783, em baixa de 0,44%, nas últimas operações registradas nesta sexta-feira. Os preços da moeda americana oscilaram entre R$ 1,801 e R$ 1,779. Nas casas de câmbio paulistas, o dólar turismo foi cotado por R$ 1,890, em baixa de 0,52%.

E na jornada de hoje, o euro chegou a cair abaixo de US$ 1,43 pela primeira vez desde setembro, sinalizando mais uma vez a preocupação dos agentes financeiros com a economia europeia.

Ainda operando, a Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo) tem leve alta de 0,07%, aos 67.113 pontos. O giro financeiro é de R$ 4,34 bilhões. Nos EUA, a Bolsa de Nova York sobe 0,12%.

Uma das notícias que mais azedaram o humor do mercado, depois do estresse com Dubai, foi o rebaixamento do "rating" (nota de risco de crédito) da Grécia, o que de certa forma lançou uma "sombra" sobre as demais economias, também às voltas com problemas fiscais.

Durante a semana, outro fator de nervosismo foi a constatação de que a autoridade monetária vai retirar alguns dos estímulos concedidos aos agentes financeiros no auge da crise de 2008. A perspectiva de que os juros americanos devem sair do "chão" em algum momento de 2010 tem preocupado há meses o mercado mundial. Essa preocupação ganhou reforço com a decisão do Federal Reserve (banco central dos EUA), que mostrou um tom mais otimista sobre a maior economia do planeta, mas sem sinalizar um ajuste dos juros.

Juros futuros

O mercado de juros futuros, que sinaliza o custo do dinheiro para os bancos, rebaixou mais uma vez as taxas projetadas nos contratos de prazo mais longo.

No contrato que aponta os juros para outubro de 2010, a taxa prevista caiu de 9,81% ao ano para 9,79%, enquanto no contrato de janeiro de 2011, a taxa projetada cedeu de 10,40% para 10,36%. Esses números ainda são preliminares e podem sofrer ajustes.

Leia Também

ACIDENTE FATAL
Motociclista de 27 anos bate na traseira de trator e morre em vicinal
TRAGEDIA NA RODOVIA
Sete pessoas morrem e três ficam feridas em acidente entre caminhão e van
AUXILIO POPULAÇÃO
Governo libera empréstimo consignado para beneficiários do Auxílio Brasil
TRAGÉDIA
Carro explode durante abastecimento e amputa pernas de frentista
NOITE DE TERROR
Moradores relatam medo vivido em confronto com oito mortos
ACIDENTE DE TRABALHO FATAL
Trabalhador morre soterrado ao fazer limpeza em silo de grãos
AGRESSÃO NA ESCOLA
Mulher invade escola e espanca aluna a pauladas
COVID NO BRASIL
Covid-19: Brasil ultrapassa o número de 680 mil mortos pela doença
AUXÍLIO BRASIL AUXILIO POPULAÇÃO
Auxílio Brasil de R$ 600 e vale-gás saem hoje para mais um grupo
BRASIL + POBRE
Estudo mostra alta da pobreza em regiões metropolitanas