Menu
SADER_FULL
segunda, 24 de janeiro de 2022
Busca
Brasil

Dólar fecha a R$ 1,75; Bovespa sobe 0,26%

30 Nov 2009 - 16h40Por Folha Online

O mercado de câmbio doméstico finalizou novembro em sua maior taxa do mês, mas praticamente estável (leve queda de 0,06%) no acumulado deste período. Embora analistas apontem ainda alguma preocupação com o episódio Dubai, alguns também lembram a tradicional disputa entre "comprados" (que ganham com alta) e "vendidos" (que ganham com a baixa) no último dia útil.

Assim, o dólar comercial foi vendido por R$ 1,756, alta de 0,68%, nas últimas operações desta segunda-feira. Os preços da moeda americana oscilaram entre R$ 1,756 e R$ 1,734. Nas casas de câmbio paulistas, o dólar turismo foi cotado por R$ 1,860, alta de 0,54%.

A Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo) opera em alta de 0,26%, aos 67.248 pontos. O giro financeiro é de R$ 4,38 bilhões. Nos EUA, a Bolsa de Nova York cai 0,08%.

No mercado internacional, o dólar desvalorizou frente ao euro e uma cesta de moedas. Agências internacionais indicaram algum alívio com a perspectiva do banco central dos Emirados Árabes em garantir liquidez aos bancos mais afetados pelo "default" da Dubai World.

O mercado de câmbio doméstico foi afetado ainda por um fator interno: o vencimento dos contratos futuros de dólar na BM&F. No último dia útil do mês, agentes financeiros com posições nesses contratos costumam agir no mercado à vista para influenciar a formação dos preços da moeda americana conforme ganhem com a alta ou a baixa da cotação.

O boletim Focus, do Banco Central, mostrou que a maioria dos economistas do setor financeiro elevou suas projeções para o IPCA de 2010 --de 4,43% para 4,45% (ainda abaixo da meta oficial, de 4,5%). A previsão para o crescimento do PIB deste ano foi levemente rebaixada, de 0,21% para 0,20%, enquanto a estimativa para 2010 foi mantida em 5%.

Juros futuros

O mercado de juros futuros, que sinaliza o custo do dinheiro nos bancos, elevou mais uma vez as taxas projetadas nos contratos de mais longo prazo.

No contrato que aponta os juros para outubro de 2010, a taxa prevista passou de 9,76% ao ano para 9,78%; e no contrato de janeiro de 2011, a taxa projetada subiu de 10,29% para 10,32%. Esses números são preliminares e podem sofrer ajustes.

Leia Também

Fábrica de placas solares  ENERGIA SOLAR
Brasil atinge 1 milhão de consumidores com geração própria de energia solar
BRASIL 622.205 MORTES
Com recorde de 204.854 novos casos, Brasil registra 350 óbitos em 24 horas
ALARMANTE
Brasil bate recorde de casos diários de covid-19 com 204,8 mil
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Funtrab ainda tem 916 vagas para indígenas trabalharem nas lavouras de maçãs em SC e RS
BAIXA RENDA
Auxílio Gás: governo libera o pagamento no valor de R$ 52
COVID NO BRASIL
Covid-19: Brasil tem um aumento e registra 351 mortes em 24 horas
OMICRON
Brasil dobra contágio nas 24h e registra 74,1 mil novos casos de covid-19 e 121 mortes
LIÇÕES DA BIBLIA
Carne e Sangue como nós
ABUSO SEXUAL
Meninas escutam mãe contando de abuso sexual e fazem relato chocante sobre tio-avô
COVID NO BRASIL
Em 24 horas, foram confirmados pelas autoridades sanitárias 24.934 novos casos de Covid-19