Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 19 de janeiro de 2022
Busca
Brasil

Dólar fecha a R$ 1,74; Bovespa ganha 2,46%

3 Nov 2009 - 17h44Por Folha Online

O mercado de câmbio doméstico registrou algumas oscilações bruscas nas últimas horas de negócios desta terça-feira, no retorno das atividades após o final de semana prolongado. Em direção inversa, a Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo) tem uma forte alta, após operar quase sem tendência durante boa parte do pregão de hoje.

Operadores tiveram dificuldades em apontar uma razão principal, e alguns preferiram destacar um volume baixa de operações (o que deixa as cotações mais voláteis), principalmente na BM&F (mercado futuro de moeda).

O dólar comercial foi vendido por R$ 1,745, em declínio de 0,62%, nas últimas operações desta terça-feira. Os preços da moeda americana oscilaram entre R$ 1,782 e R$ 1,743. Nas casas de câmbio paulistas, o dólar turismo foi cotado por R$ 1,850, em baixa de 1,06%.

A Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo) tem ganhos de 2,46%, aos 63.057 pontos. O giro financeiro é de R$ 5,33 bilhões. Nos EUA, a Bolsa de Nova York cai 0,27%.

O dia foi volátil para os negócios com a moeda americana, que somente passaram a cair com mais força perto das 15h, no mercado à vista. As razões de baixa ainda prevalecem nesse mercado, com a expectativa de mais empresas captando no exterior, comentou um profissional de corretora paulista, que não detectou notícias que explicassem de forma pontual o movimento de hoje. Hoje, a Vale avisou que pretende lançar títulos na praça internacional, com prazo de 30 anos. Ainda não há informações oficiais sobre o tamanho dessa operação.

Johny Kneese, diretor da corretora Levycam, destaca que o dólar bateu uma faixa de preços (entre R$ 1,77 e R$ 1,78) logo no início das operações que detonou algumas ordens de vendas no decorrer da tarde. "De manhã, nós vimos que o mercado estava bastante avesso a risco, com muito medo de alguma notícias ruins na economia mundial. Esse sentimento desanuviou um pouco no início da tarde, sem novos indicadores. Além disso, o dólar chegou a bater R$ 1,77, o que para muitos já é um preço que estimula a mudança de posição. Veja bem: a projeção para o final de ano é de um dólar em R$ 1,70 ou abaixo disso", avalia.

Entre as principais notícias do dia, o Ministério do Desenvolvimento informou superavit comercial de US$ 1,328 bilhão em outubro. No acumulado do ano, o superavit da balança comercial chega a US$ 22,599 bilhões.

O Banco Central entrou no mercado de câmbio às 15h02 (hora de Brasília) e aceitou ofertas por R$ 1,7508 (taxa de corte).

 

Leia Também

OMICRON
Brasil dobra contágio nas 24h e registra 74,1 mil novos casos de covid-19 e 121 mortes
LIÇÕES DA BIBLIA
Carne e Sangue como nós
ABUSO SEXUAL
Meninas escutam mãe contando de abuso sexual e fazem relato chocante sobre tio-avô
COVID NO BRASIL
Em 24 horas, foram confirmados pelas autoridades sanitárias 24.934 novos casos de Covid-19
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Jovem morre após ser atingido por avião agrícola pilotado pelo pai
TEMPORAL - VIDEO
Forte chuva derruba árvores e deixa 23 mil pessoas sem energia
COVID NO BRASIL
Em 24 horas, as autoridades de saúde notificaram 175 novos óbitos, totalizando 620.971
TRAGÉDIA
Deslizamento de terra destroi casarão histórico em Ouro Preto MG
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Pai, mãe e três filhas morrem em capotamento de caminhão
BIG BROTHER
Saiba quem foram os ex-BBBs que já morreram; 3 estiveram no BBB9