Menu
SADER_FULL
terça, 22 de junho de 2021
Busca
Brasil

Dólar fecha a R$ 1,72, menor taxa desde setembro de 2008

13 Out 2009 - 16h38Por Folha Online

O mercado de câmbio derrubou pela terceira sessão consecutiva a cotação da moeda americana, trazendo a taxa para seu menor nível desde 5 de setembro de 2008. Nas últimas operações registradas nesta terça-feira, o dólar comercial foi vendido por R$ 1,727, em um declínio de 0,57%, em seu menor valor registrado hoje. No "pico" do dia, a moeda chegou a ser cotada por R$ 1,740. Nas casas de câmbio paulistas, o dólar turismo foi negociado por R$ 1,840, em um decréscimo de 0,54%.

A Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo) opera com ganhos de 0,62%, aos 64.468 pontos. O giro financeiro é de R$ 4,62 bilhões. Nos EUA, a Bolsa de Nova York cai 0,16%.

O Banco Central entrou no mercado de câmbio excepcionalmente após as 16h (hora de Brasília), realizando seu habitual leilão de compra. A autoridade monetária aceitou ofertas por R$ 1,7270 (taxa de corte).

A perspectiva de que o país receba um fluxo constante de recursos tem "garantido" uma tendência permanente de baixa para o câmbio. Profissionais de corretoras destacam a frequência dos lançamentos de ações no mercado brasileiro, operações que usualmente contam com franca participação de estrangeiros.

Entre as principais notícias do dia, o boletim Focus mostrou que a maioria dos economistas do setor financeiro já projeta uma taxa de câmbio mais baixa para o final deste ano: de R$ 1,80 para R$ 1,76. Para 2010, a projeção foi mantida em R$ 1,80.

Os economistas elevaram suas estimativas para o crescimento do país e a taxa Selic. A previsão para o aumento do PIB deste ano passou de 0,01% para 0,10%; para 2010, a estimativa é de que a economia do país cresça 4,80%, em vez dos 4,50% da projeção anterior. No caso da taxa básica de juros, as estimativas para dezembro de 2010 foram elevadas de 9,75% para 10,25%.

O Ministério do Desenvolvimento informou que a balança comercial teve superavit de US$ 361 milhões na segunda semana de outubro. A média diária de US$ 72,2 milhões, acima da registrada durante todo o mês de setembro, que foi de US$ 63,3 milhões.

Juros futuros

O mercado de juros futuros, que regula o custo do dinheiro nos bancos, ajustou para baixo as taxas projetadas para operações de prazo mais longo, sem exceção desta sexta-feira.

No contrato que aponta as taxas para janeiro de 2010, a taxa prevista cedeu de 8,70% ao ano para 8,69%; e no contrato de janeiro de 2011, a taxa projetada cedeu de 10,48% para 10,47%. Essas taxas ainda são preliminares.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Policial
Criança de 6 anos sofre trauma de crânio após cair de atração no Beto Carrero World
DOSE ÚNICA
Avião com 1,5 milhão de doses da Janssen chega amanhã, diz ministro
REAÇÃO CERTEIRA
Mulher flagra filha sofrendo estupro e esfaqueia pedófilo
VIOLENCIA DOMESTICA
Menina de 12 anos furta bisavô e leva 10 chibatadas da mãe por ordem do CV
MILIONÁRIO
Aposta única fatura prêmio de R$ 7 milhões da Mega-Sena
AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa paga hoje 3ª parcela do auxílio emergencial para nascidos em março
LUTO NA MÚSICA
Cantora gospel que defendia tratamento precoce morre de Covid-19 após ter os pulmões comprometidos
VIDEO
Cliente carrega mangueira sem perceber e bomba pega fogo em posto de combustível de Foz do Iguaçu
AÇÕES DO GOVERNO MS
Reinaldo Azambuja propõe projeto com Itaipu para combater assoreamento nos rios Iguatemi e Amambai
COPA X VIRUS
'Desse jeito, o vírus vai levantar a taça', diz deputado após 52 infectados na Copa América