Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 11 de julho de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Dólar abre manhã de hoje estável, cotado a R$ 3,021

16 Ago 2004 - 10h11
 

O dólar comercial abriu estável nesta segunda-feira, cotado a R$ 3,018 na compra e R$ 3,021 na venda. No mercado futuro, para liquidação em setembro, a moeda apresentava queda de 0,06%, vendida a R$ 3,038. A reunião do Copom (Comitê de Política Monetária) e a definição no STF (Supremo Tribunal Federal) sobre a taxação dos inativos da Previdência serão destaques nesta semana.

O encontro dos técnicos do Banco Central para definir o rumo da taxa básica de juro, a Selic, começa amanhã e o resultado será conhecido na quarta-feira. O mercado trabalha com a expectativa de manutenção da Selic em 16% ao ano, apesar de o Copom ter prometido partir para uma postura "mais ativa" de juros se os preços continuassem subindo. A taxa é a mesma desde abril.

Também na quarta-feira deverá ocorrer a definição sobre a taxação dos inativos no STF. Se a Justiça decidir que a taxação é inconstitucional, o estresse será inevitável, de acordo com o mercado. O julgamento foi adiado meses atrás depois que o ministro Cezar Peluso pediu vistas do processo justamente quando o governo perdia por 2 votos a 1.

O preço do barril do petróleo e os índices de inflação continuarão sendo acompanhados de perto pelos investidores. Segundo pesquisa Focus, divulgada pelo Banco Central nesta segunda-feira, a expectativa do mercado para o IPCA, índice usado pelo governo como orientador das metas de inflação, caiu de 7,20% para 7,16% para este ano. Foi a primeira queda nas expectativas em 13 semanas. A projeção se manteve em 5,50% para 2005.

A segunda prévia do IPC (Índice de Preços ao Consumidor), da Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas) também sairá nesta semana. O coordenador do IPC, Paulo Picchetti, já reviu a sua previsão de inflação na cidade de São Paulo em agosto. Segundo ele, o IPC deve fechar este mês em 0,9%, com uma alta de 0,1 ponto percentual em relação à estimativa anterior. A maior preocupação é a alta no preço da gasolina.

Na última sexta-feira, o dólar comercial conseguiu resistir à alta do petróleo e terminou em queda pelo segundo dia consecutivo. A moeda americana fechou com redução de 0,46%, a R$ 3,019 na compra e R$ 3,021 na venda. Na mínima do dia, chegou a R$ 3,018, com desvalorização de 0,56% sobre o fechamento do dia anterior.


Globo On line

Deixe seu Comentário

Leia Também

VÍTIMAS DE COVID-19
Mãe de médico morre horas após o filho e dois dias após o pai, vítimas da covid
VÍTIMA DE COVID-19
Covid tira de cena um dos últimos montadores do carro brasileiro
CD TRIBUTO AO PADRE ZEZINHO
No ano em Padre Zezinho faz 79 anos, Manoel Caires lança seu primeiro CD 'Tributo ao Padre Zezinho'
PAGAMENTO DO AUXILIO
Confira o calendário para saque em dinheiro do auxílio emergencial
AUXILIO EMERGENCIAL
Governo vai liberar mais 1,5 milhão de auxílios. Saiba como reclamar se o seu for negado
NÚMEROS DA ÚLTIMAS 24H
Os números da covid-19 no Brasil, atualizados diariamente
RECUPERAÇÃO
Dinho Ouro Preto revela sequelas após covid-19, ele já teve gripe suína e dengue
SOS SAUDE
Em 24 horas, nove pessoas morrem em casa pela covid-19 sem atendimento médico
BORA PRA BONITO - MS???
Bonito (MS) irá operar com tarifa de baixa temporada até 18 de dezembro e descontos de até 60%
BONITO - MS - REABERTURA COM SEGURANÇA
Hotel Águas de Bonito te espera com toda segurança e responsabilidade, bora pra Bonito (MS)?