Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 12 de maio de 2021
Busca
Brasil

Dólar abre manhã de hoje estável, cotado a R$ 3,021

16 Ago 2004 - 10h11
 

O dólar comercial abriu estável nesta segunda-feira, cotado a R$ 3,018 na compra e R$ 3,021 na venda. No mercado futuro, para liquidação em setembro, a moeda apresentava queda de 0,06%, vendida a R$ 3,038. A reunião do Copom (Comitê de Política Monetária) e a definição no STF (Supremo Tribunal Federal) sobre a taxação dos inativos da Previdência serão destaques nesta semana.

O encontro dos técnicos do Banco Central para definir o rumo da taxa básica de juro, a Selic, começa amanhã e o resultado será conhecido na quarta-feira. O mercado trabalha com a expectativa de manutenção da Selic em 16% ao ano, apesar de o Copom ter prometido partir para uma postura "mais ativa" de juros se os preços continuassem subindo. A taxa é a mesma desde abril.

Também na quarta-feira deverá ocorrer a definição sobre a taxação dos inativos no STF. Se a Justiça decidir que a taxação é inconstitucional, o estresse será inevitável, de acordo com o mercado. O julgamento foi adiado meses atrás depois que o ministro Cezar Peluso pediu vistas do processo justamente quando o governo perdia por 2 votos a 1.

O preço do barril do petróleo e os índices de inflação continuarão sendo acompanhados de perto pelos investidores. Segundo pesquisa Focus, divulgada pelo Banco Central nesta segunda-feira, a expectativa do mercado para o IPCA, índice usado pelo governo como orientador das metas de inflação, caiu de 7,20% para 7,16% para este ano. Foi a primeira queda nas expectativas em 13 semanas. A projeção se manteve em 5,50% para 2005.

A segunda prévia do IPC (Índice de Preços ao Consumidor), da Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas) também sairá nesta semana. O coordenador do IPC, Paulo Picchetti, já reviu a sua previsão de inflação na cidade de São Paulo em agosto. Segundo ele, o IPC deve fechar este mês em 0,9%, com uma alta de 0,1 ponto percentual em relação à estimativa anterior. A maior preocupação é a alta no preço da gasolina.

Na última sexta-feira, o dólar comercial conseguiu resistir à alta do petróleo e terminou em queda pelo segundo dia consecutivo. A moeda americana fechou com redução de 0,46%, a R$ 3,019 na compra e R$ 3,021 na venda. Na mínima do dia, chegou a R$ 3,018, com desvalorização de 0,56% sobre o fechamento do dia anterior.


Globo On line

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRISTEZA NA FAMILIA
Seis pessoas da mesma familia morrem vítimas da Covid-19
NOVAS REGRAS
WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada
TERROR NA CRECHE
Sob forte emoção moradores de Saudades realizam velório coletivo das vítimas do ataque à creche
CHEGANDO FORTE
Frio chega com força e provoca geada no Sul
TERROR EM CRECHE
Jovem invade escola e mata três crianças e duas funcionárias