Menu
SADER_FULL
segunda, 17 de janeiro de 2022
Busca
Brasil

Dívida líquida do setor público pode ficar em 40% do PIB este ano

29 Jan 2010 - 17h37Por Agência Brasil

 
A dívida líquida do setor público neste ano pode ficar em 40% do Produto Interno Bruto (PIB), conforme estimativas do Banco Central.

De acordo com números divulgados pelo chefe de Departamento Econômico do Banco Central (BC), Altamir Lopes, no ano passado, a dívida do setor ficou em 43% do PIB, que é a soma de todos os bens e serviços produzidos no país.

Para chegar a esse patamar da dívida em 2010, o BC leva em conta a reativação da economia e uma meta de superávit primário de 3,3% do PIB, disse Altamir Lopes.

“A meta de 3,3%, se cumprida na sua totalidade, vai levar a essa redução na relação da dívida com o PIB.

Na impossibilidade de comprimir despesas, você tem aumento de arrecadação”, explicou Lopes.

Ele disse que, já neste mês, os técnicos do BC consideram um percentual de 42% em função da taxa de câmbio de 6,7% registrada até agora em janeiro.

Altamir Lopes afirmou ainda que, com o dólar a R$ 1,75, é possível começar a apropriar a redução da despesa de juros e, com um superávit de 3,3 %, chegar a uma redução mais pronunciada da relação do PIB com a dívida pública do setor.

Leia Também

COVID NO BRASIL
Em 24 horas, foram confirmados pelas autoridades sanitárias 24.934 novos casos de Covid-19
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Jovem morre após ser atingido por avião agrícola pilotado pelo pai
TEMPORAL - VIDEO
Forte chuva derruba árvores e deixa 23 mil pessoas sem energia
COVID NO BRASIL
Em 24 horas, as autoridades de saúde notificaram 175 novos óbitos, totalizando 620.971
TRAGÉDIA
Deslizamento de terra destroi casarão histórico em Ouro Preto MG
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Pai, mãe e três filhas morrem em capotamento de caminhão
BIG BROTHER
Saiba quem foram os ex-BBBs que já morreram; 3 estiveram no BBB9
COVID NO BRASIL
Covid-19: Brasil tem 87,4 mil casos e 133 mortes em 24 horas
HOMICIDIO EM SÉRIES
Bandido que comia olhos, orelhas e bebia sangue de vítimas é preso
COVID NO BRASIL
Brasil tem em 24 horas, mais 70.765 novos casos de covid-19