Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 14 de maio de 2021
Busca
Brasil

Dinheiro do petróleo não pode cair no ralo da economia, diz Lula

19 Jul 2010 - 09h53Por Agência Brasil
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou hoje (19) que o dinheiro proveniente da exploração de petróleo da camada pré-sal não pode cair no “ralo da economia”. Na semana passada, ele visitou as instalações de uma plataforma no campo de Baleia Franca, no Espírito Santo, onde foi feita a extração do primeiro óleo na produção do pré-sal.

“O que nós queremos é fazer investimento no futuro, investir em educação, em ciência e tecnologia, na questão da saúde, na questão cultural, na questão ambiental”, afirmou. “A médio prazo, [a extração de petróleo da camada pré-sal] significa a consolidação da independência do Brasil, do crescimento econômico do Brasil”, completou ao participar do programa semanal Café com o Presidente.

Lula destacou ainda o fortalecimento da indústria naval, da petroquímica e da indústria petroleira. Para ele, a descoberta do óleo na camada pré-sal vai significar “uma coisa excepcional” para o país ao longo dos próximos dez anos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SONHO INTERROMPIDO
Agente educacional morta em ataque a creche em Saudades queria fazer intercâmbio no Canadá
PESQUISA PRESIDENCIAL
Datafolha mostra Lula disparado na corrida eleitoral
NOVA INFECÇÃO
Covid-19: após 3 semanas de queda, casos de coronavírus avançam no Brasil puxados por 9 Estados
TRISTEZA NA FAMILIA
Seis pessoas da mesma familia morrem vítimas da Covid-19
NOVAS REGRAS
WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada