Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 26 de outubro de 2020
SADER_FULL
Busca
ZANZI
Brasil

Dinamarca e Camarões se encontram pela 1ª vez em "jogo da vida"

19 Jun 2010 - 11h24Por Terra
O primeiro confronto da história entre Dinamarca e Camarões já será um jogo em que uma derrota, para qualquer um dos lados, pode significar a eliminação precoce da Copa do Mundo. As duas seleções se enfrentam neste sábado, pelo Grupo E, depois de terem estreado com derrota na competição: os dinamarqueses fizeram uma partida dura contra a favorita Holanda, mas acabaram caindo por 2 a 0; já os africanos tiveram péssima atuação diante do Japão e perderam por 1 a 0.

Nenhum dos times chega em seu melhor momento para o decisivo encontro. A equipe europeia, do treinador Morten Olsen, sofre com lesões que atingem seus principais jogadores ofensivos, os atacantes Nicklas Bendtner e Jon Dahl Tomasson.

Já os camaroneses, em crise, ainda não encontraram uma formação ideal, com a escalação de Samuel Eto o na ponta direita diante dos japoneses sendo muito questionada.

Tanto Bendtner quanto Tomasson devem estar em campo contra Camarões. O jovem atacante do Arsenal, cuja lesão na virilha gerou atritos entre sua seleção e seu clube, só pode treinar uma vez a cada dois dias, mas vem sendo poupado para a partida. Já o veterano Tomasson, 33 anos e 51 gols pela Dinamarca, está recuperado de contusão na coxa esquerda e pode igualar neste sábado o recorde de gols de Poul "Tist" Nielsen, que contabiliza um tento a mais.

"Vamos jogar nossas chances de classificação neste jogo e espero que possamos atacar mais do que contra a Holanda", disse o experiente volante Christian Poulsen. "Tivemos quatro boas chances, o que não é ruim, mas poderia ter sido mais no segundo tempo". Campeã europeia em 1992, a Dinamarca fez sua melhor campanha em Mundiais em 1998, na França, quando alcançou as quartas de final e foi eliminada pelo Brasil.

Do lado camaronês, o técnico Paul Le Guen deve
fazer alterações na escalação depois da atuação desordenada contra o Japão. Porém, a maior mudança precisa acontecer dentro das mentes dos jogadores. Quem diz isso é o próprio treinador francês, que cobrou que o time faça jus ao apelido de "Leões Indomáveis".

"Muitas vezes, falamos sobre eles (jogadores) serem leões, terem um espírito leonino, e espero muito que eles encontrem esse espírito no jogo deste sábado", afirmou Le Guen. "Isso é algo que temos discutido desde o jogo com o Japão, porque alguns jogadores ficaram abaixo do esperado, especialmente em relação a partidas anteriores".

Se Camarões ganhar o jogo, será apenas a segunda vitória de um país africano no Mundial - o outro triunfo foi obtido por Gana, por 1 a 0, sobre a Sérvia, na primeira rodada. Com as seleções do continente atuando abaixo do esperado, pode ficar para o time de Etoo a responsabilidade de levar a África adiante para as oitavas de final. Junto de Senegal em 2002, Camarões é a equipe do continente que mais longe chegou em uma Copa: alcançou as quartas de final, em 1990.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BARBÁRIE
Marido mata mulher a facadas dentro de casa durante almoço de domingo
CAPOTAMENTO
Carro capota várias vezes ao fazer curva na MT-412 e mata fotógrafo
BRASIL - 157.134 MORTES
Brasil acumula 5,3 milhões de casos e 157 mil mortes por covid-19
AJUDA FINANCEIRA
Caixa paga 2ª parcela de R$ 300 da extensão do auxílio emergencial
SIM A VIDA
Brasil se une a Egito, Indonésia, Uganda, Hungria e EUA em declaração contra o aborto
Invasão em residência acaba morador morto por tiro acidental TRAGÉDIA NA FAMILIA
Homem mata o próprio irmão ao atirar em invasor de residência
GUERRA DA VACINA
Bolsonaro diz que não comprará vacina chinesa, mesmo se aprovada pela Anvisa
Motorista da carreta diz que ainda tentou desviar, mas não conseguiu DOENÇA DO SÉCULO
Menor pega carro escondido, joga contra carreta e morre na hora
BRASIL - 155.403 MORTES
Covid-19: Brasil tem 24.818 novos casos em 24 horas
AJUDA
Caixa Econômica paga auxílio emergencial para 5,2 milhões de beneficiários