Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 10 de maio de 2021
Busca
Brasil

Dilma arrecada mais do que Serra e Marina juntos

3 Ago 2010 - 07h54Por Folha Online

Na primeira prestação de contas oficial da campanha, a candidata Dilma Rousseff (PT) informará hoje ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) ter arrecadado mais do que a soma das doações recebidas pelos adversários José Serra (PSDB) e Marina Silva (PV).

Segundo o comando da campanha petista, ela encerrou o primeiro mês da corrida presidencial com receita total de R$ 11,6 milhões.
Com menos de um terço das intenções de voto de Serra, Marina informará uma arrecadação maior que a do tucano. Ela vai declarar doações de R$ 4,65 milhões, enquanto Serra dirá ter recolhido R$ 3,7 milhões.

O total de R$ 19,95 milhões declarado pelos três candidatos corresponde a menos de 5% dos R$ 427 milhões que eles esperam arrecadar até outubro.

Os números serão informados oficialmente hoje e foram antecipados ontem à Folha pelas cúpulas dos partidos que lideram a disputa pela sucessão de Lula.

Nesta fase da campanha, os presidenciáveis não são obrigados a informar o nome dos doadores. A origem do dinheiro só precisa ser informada na prestação de contas final, a ser entregue até 30 dias após a eleição.

As três candidaturas vão informar mais receitas do que despesas. De acordo com o PT, Dilma já gastou R$ 10 milhões. O valor inclui R$ 58 mil devolvidos à Presidência pelo deslocamento de Lula para o primeiro comício da campanha, no Rio.

O partido promete reembolsar todos os gastos futuros com a participação do presidente no palanque de sua ex-chefe da Casa Civil.

As campanhas de Serra e Marina não anteciparam as despesas informadas ao TSE, mas disseram ter gasto valores próximos ao que foi arrecadado até o fim de julho.

"HORIZONTE PROMISSOR"

O presidente do comitê financeiro do PSDB, José Gregori, afirmou que a primeira prestação de contas não pode ser tomada como indício de penúria na campanha.

"Isto é apenas um prefácio, referente aos primeiros dias da campanha. Nosso horizonte é promissor", disse.

A arrecadação de Marina reflete o esforço comandado pelo ex-presidente do Citibank Alvaro de Souza, que tem batido às portas de grandes doadores, e investimento pessoal do candidato a vice-presidente Guilherme Leal.

Há uma semana, o banqueiro disse à Folha que Leal estava prestes a fazer uma segunda contribuição de R$ 1 milhão à campanha. O PV não informou se essa doação está incluída nos R$ 4,65 milhões declarados ao TSE.

Em agosto de 2006, os três candidatos com mais chances nas pesquisas declararam valores mais modestos na primeira prestação de contas oficial.

O comitê de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que concorria à reeleição, informou ter arrecadado R$ 3,65 milhões. Ele liderava a disputa com 47% das intenções de voto, segundo o Datafolha.
Geraldo Alckmin (PSDB), que tinha 24% das intenções de voto, declarou receita de R$ 1,32 milhão.

A terceira colocada na disputa, Heloísa Helena (PSOL), registrou doações de apenas R$ 266 mil. Ela somava 12% no Datafolha -dois pontos percentuais a mais do que Marina hoje.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada
TERROR NA CRECHE
Sob forte emoção moradores de Saudades realizam velório coletivo das vítimas do ataque à creche
CHEGANDO FORTE
Frio chega com força e provoca geada no Sul
TERROR EM CRECHE
Jovem invade escola e mata três crianças e duas funcionárias
PÉSSIMA PROJEÇÃO
Covid-19: Brasil deve alcançar 575 mil mortes em 1º de agosto, diz instituto
SONHO INTERROMPIDO
Jovem perde noivo para a Covid-19 no dia do casamento: 'Nossos sonhos ficaram para trás'
PANDEMIA CORONAVIRUS
Triste número: Brasil ultrapassa 400 mil mortes por Covid-19
REVOLTA
Pastor zomba da fé dos indígenas Trukás que revoltados quebram templo em construção; veja o vídeo