Menu
SADER_FULL
sexta, 18 de junho de 2021
Busca
Brasil

Dilma admite palanques do PT e PMDB em Mato Grosso do Sul

24 Nov 2009 - 16h33Por Conjuntura

A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, repetiu ontem a constatação já feita pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva sobre a dificuldade de repetir nos Estados a aliança nacional do PT com o PMDB e admitiu que não é democrático impor pactos "lá de cima".

As afirmações de Lula e Dilma vêm no momento em que o PT define os novos dirigentes partidários nacionais e estaduais, o que torna as divergências regionais mais visíveis. A apuração ontem à noite indicava vitória em primeiro turno do ex-presidente da Petrobras e da BR Distribuidora José Eduardo Dutra para presidir o partido.

"Não é possível querer defender uma coisa que está na cabeça da gente e querer que a realidade se enquadre. É o inverso", disse a ministra -provável candidata do PT à Presidência-, em Florianópolis. No domingo, Lula declarou não ter mais "ilusão" de que a aliança será possível em alguns Estados e admitiu a existência de "dois ou mais" palanques para Dilma onde houver divergências.

Apesar da pressão da cúpula petista e de Lula para que o PT faça concessões ao PMDB e preserve a candidatura de Dilma, a tese do projeto nacional não vingou no Rio de Janeiro, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Rondônia e Piauí. No geral, no entanto, a estratégia de Lula conseguiu sair vitoriosa.

Em Mato Grosso do Sul, a tese da candidatura própria ganhou força com a eleição de apoiadores do projeto de candidatura do ex-governador Zeca do PT. Em Rondônia e no Piauí, também venceram os defensores de candidaturas próprias.

"Não é possível impor um modelo único [...] A diversidade do país é muito grande, e as características regionais, diferentes. Vem alguém lá de cima a ditar regra? Aí não dá, não é democrático", disse a ministra.

Dilma ponderou que somente em fevereiro o PT oficializará as decisões sobre a sucessão. "Não cabe a mim dizer como vai ser resolvido o conflito local entre partidos [...] Se for inviável o acordo [PT e PMDB], que se façam dois palanques, nos termos que o presidente estava falando ontem [anteontem]."

Resultado da eleição

No plano nacional, líderes do partido divulgaram às 22h de ontem extraoficialmente quadro que apontava a vitória de Dutra no primeiro turno, com 56% dos votos válidos, com cerca de 80% do total apurado.

No Estado de São Paulo, Edinho Silva foi reeleito com quase 90%. Na cidade de São Paulo, foi eleito com cerca de 65% o vereador Antonio Donato.

Autodeclarado candidato do PT ao governo do Rio, o prefeito de Nova Iguaçu, Lindberg Farias, festejou o resultado da eleição do diretório estadual.

A apuração não foi fechada, mas a tendência é que o deputado federal Luiz Sérgio, favorável à reeleição do governador Sérgio Cabral Filho (PMDB), dispute o segundo turno com Lourival Casula, que defende a candidatura própria do PT.

Em Minas, a apuração até ontem indicava vantagem de 12 pontos percentuais para o grupo do ex-prefeito Fernando Pimentel, contra o candidato apoiado pelo ministro Patrus Ananias (Desenvolvimento Social). Patrus e Pimentel são pré-candidatos ao governo, mas Lula quer aliança com o ministro Hélio Costa (Comunicações). Pimentel resiste à aliança.

Deixe seu Comentário

Leia Também

LUTO NA MÚSICA
Cantora gospel que defendia tratamento precoce morre de Covid-19 após ter os pulmões comprometidos
VIDEO
Cliente carrega mangueira sem perceber e bomba pega fogo em posto de combustível de Foz do Iguaçu
AÇÕES DO GOVERNO MS
Reinaldo Azambuja propõe projeto com Itaipu para combater assoreamento nos rios Iguatemi e Amambai
COPA X VIRUS
'Desse jeito, o vírus vai levantar a taça', diz deputado após 52 infectados na Copa América
FAMOSIDADES
Apresentador mostra fotos de viagens românticas com filha de Faustão e se declara
SEIS DIAS DE TERROR
Homem mata uma família e aterroriza moradores em seis dias de fuga deixando rastros de crimes
TRISTEZA E COMOÇÃO
Jovem engenheiro morre em acidente com moto e comove cidade
MUI AMIGO
Homem obriga mulher de amigo a fazer sexo oral e leva surra em delegacia
DOENÇA DO SÉCULO
Homem de 33 anos deixa carta de despedida e tenta pular de ponte
ABSURDO
Família registra boletim de ocorrência após vitima de covid ser sepultado em cemitério errado