Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 12 de julho de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Dez professores são detidos em ato no Maranhão

18 Set 2004 - 09h32
A Polícia Militar deteve ontem dez professores da rede estadual de ensino do Maranhão, após um confronto ocorrido durante uma manifestação política da categoria em São Luís. Eles foram liberados ainda ontem, e fizeram exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal.

De acordo com a Folha de S. Paulo, entre 1,5 mil professores (segundo a polícia) e três mil (de acordo com a categoria) participaram do protesto, que terminou com um confronto com policiais do Batalhão de Missões Especiais da PM do Maranhão. A categoria decidiu ontem pela continuidade da greve que já dura 15 dias.

Além dos professores, foi preso o motorista do carro de som que era usado no protesto. Os professores disseram ter sido feridos no choque com policiais, que usaram cassetetes e gás lacrimogêneo. Já o comandante do batalhão, major José Frederico Gomes Pereira, disse que policiais sob o seu comando foram agredidos pelos grevistas.

 

 

Terra Redação

Deixe seu Comentário

Leia Também

MAIS UM
Vírus com potencial pandêmico é detectado pela Fiocruz no Paraná
VÍTIMAS DE COVID-19
Mãe de médico morre horas após o filho e dois dias após o pai, vítimas da covid
VÍTIMA DE COVID-19
Covid tira de cena um dos últimos montadores do carro brasileiro
CD TRIBUTO AO PADRE ZEZINHO
No ano em Padre Zezinho faz 79 anos, Manoel Caires lança seu primeiro CD 'Tributo ao Padre Zezinho'
PAGAMENTO DO AUXILIO
Confira o calendário para saque em dinheiro do auxílio emergencial
AUXILIO EMERGENCIAL
Governo vai liberar mais 1,5 milhão de auxílios. Saiba como reclamar se o seu for negado
NÚMEROS DA ÚLTIMAS 24H
Os números da covid-19 no Brasil, atualizados diariamente
RECUPERAÇÃO
Dinho Ouro Preto revela sequelas após covid-19, ele já teve gripe suína e dengue
SOS SAUDE
Em 24 horas, nove pessoas morrem em casa pela covid-19 sem atendimento médico
BORA PRA BONITO - MS???
Bonito (MS) irá operar com tarifa de baixa temporada até 18 de dezembro e descontos de até 60%