Menu
SADER_FULL
quinta, 27 de janeiro de 2022
Busca
Brasil

Desemprego desacelera e fica em 7,7% em setembro, diz IBGE

22 Out 2009 - 08h28Por Folha Online

A taxa de desemprego nas seis principais regiões metropolitanas do Brasil ficou em 7,7% em setembro, desacelerando em relação a agosto, quando a desocupação havia significado 8,1% do total do mercado de trabalho nessas regiões. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Em relação a setembro do ano passado (7,7%), o índice ficou estável. O rendimento médio real dos trabalhadores ocupados ficou cresceu 0,6% em relação a agosto, ficando em R$ 1.346,70. Na comparação com igual período em 2008, foi constatada alta de 1,9%.

O contingente de desocupados totalizou 1,8 milhão de pessoas no total das regiões pesquisadas. Na comparação com agosto, houve queda de 4,8%; já em relação a setembro de 2008, o índice ficou estatisticamente estável, segundo o IBGE.

A população ocupada somou 21,5 milhões de pessoas, indicando estabilidade tanto na comparação com agosto como em relação a setembro do ano passado.

Leia Também

SUBINDO
Brasil em 24 horas, foram registradas 487 mortes por Covid 19 e 183.722 novos casos registrados
joao 5 39 examinais as escrituras 2_3 LIÇÕES DA BIBLIA
Quanto Falta para o Fim do Mundo?
TRAGÉDIA NA IGREJA
Confusão em culto termina com pastor e jovem mortos, 4 baleados e casa incendiada
SOB INVESTIGAÇÃO
Lutador é executado com 12 tiros, sua esposa esta grávida
SEU DINHEIRO
Qualquer cidadão pode consultar se tem valores a receber de instituições financeiras; saiba como
COVID NO BRASIL
Covid-19: Brasil registra 259 mortes e 83,3 mil novos casos
ESTUPRO DE VUNERALVEL
Mãe vê partes íntimas vermelha, pergunta e filha de 2 anos aponta paro o tio
ACASALAMENTO DE COBRAS
Casal sucuri acasalando em rio assusta e impressiona turistas; veja vídeo
MEIO AMBIENTE
O número médio anual de relâmpagos do país aumentará para 100 milhões
COVID NO BRASIL
Em 24 horas, Brasil registrou mais 135.080 casos e 296 mortes por covid-19