Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quinta, 21 de janeiro de 2021
Busca
Brasil

Denunciaria novamente’, diz mulher que viu execução feita por PMs

11 Abr 2011 - 09h17Por G1

A mulher que testemunhou uma execução cometida por policiais militares em um cemitério de Ferraz de Vasconcelos, na Grande São Paulo, vive hoje sob proteção policial, mas não se arrepende de seu ato. Em entrevista ao repórter Valmir Salaro, do Fantástico, ela contou que denunciaria novamente se necessário.

“Se tivesse que voltar o tempo atrás, eu denunciaria novamente. Porque isso faz parte de mim. Fazer de conta que eu não vi nada não é minha postura. Não faz parte da minha vida e não foi aquilo que meu pai, que estava lá, me ensinou”, afirmou a mulher. 

A testemunha tem 42 anos, é casada, tem três filhos e trabalha como professora da rede estadual. Ela deu entrevista por telefone e não quis ser identificada. “Eu tenho que preservar não só a minha vida, mas a vida dos meus filhos, a tranquilidade dos meus familiares”, disse.

Ela visitava o túmulo do pai quando viu os policiais atirando contra Dileone Lacerda de Aquino, de 27 anos. Ela ligou para o telefone 190, da PM, para fazer a denúncia. Depois, ainda confrontou os policiais. “Eu vejo ele vindo na minha direção. E aí, sinceramente, foram alguns instantes em que eu pensei assim: o que fazer? Então, antes que ele começasse a falar, foi aí que eu comecei a indagar”, disse a mulher. “Naquele momento a minha arma era o celular e o fato de estar falando com a Polícia Militar.”

O policial tentou se justificar, dizendo que estava socorrendo o rapaz. Momentos antes, Dileone havia furtado uma van, foi seguido pela polícia e baleado na perna. Ele foi então levado pelos policiais ao cemitério, onde foi executado. “Eu não sei se era um ladrão, eu não sabia quem era, mas eu sei que aquilo não era para ser feito. Era uma pessoa que estava sendo executada”, afirmou a testemunha.

Após o ocorrido, em março, ela passou a contar com a proteção da polícia. “Desde aquele momento a policia tem dado suporte para mim, tem dado apoio”, contou. Os dois policiais foram presos em flagrante logo depois do crime. Eles responderão por homicídio e deverão ser expulsos da PM.

Deixe seu Comentário

Leia Também

LUZ DO DIA
Empresário é executado com três tiros dentro de carro
SELFIE DA MORTE
Professora tenta tirar selfie e morre afogada ao cair no mar
tratamento precoce prefeito curitiba 100 TRATAMENTO
"Estão no Cemitério", diz prefeito de Curitiba sobre pessoas que usaram tratamento precoce Covid-19
A CASA CAIU
Mulher invade casa e flagra namorado fazendo sexo com outra; veja vídeo
LINHA DE FRENTE
'Ele lutou até o final', diz irmã de médico de 28 anos, após quase um mês morreu de Covid-19
SEU BOLSO
Litro da gasolina sobe R$ 0,15 nas refinarias da Petrobras
ESTUPRO DE VULNERÁVEL
Na calada da noite, namorado da avó estupra criança de 12 anos e é espancado por vizinhos
CONCURSO PÚBLICO
Concurso da Aeronáutica somam com as 21 mil vagas em outros concursos que a semana oferece
DEU RUIM
Jovem é atingido por raio enquanto usava celular no banheiro
PROVA DO ENEM
Confira as medidas de segurança durante a prova do Enem