Menu
SADER_FULL
sexta, 24 de setembro de 2021
Busca
Brasil

Dengue hemorrágica já faz vítimas em Dourados

3 Fev 2010 - 17h37Por Dourados Agora

Embora não tenha nenhum laudo confirmado, ainda, a dengue hemorrágica já pode estar fazendo muitas vítimas em Dourados. Até ontem à tarde, a informação era de que havia três casos suspeitos de dengue hemorrágica. Duas pessoas, uma mulher de Rio Brilhante e uma criança estavam internadas na UTI do Hospital Universitário (HU). Outra pessoa também com os sintomas dengue hemorrágica estaria internada no Hospital Evangélico (HE).
O setor de enfermagem do HU informou que desde o início da epidemia em janeiro, já houve vários pacientes com suspeitas de dengue hemorrágica internadas no hospital.
Além dos dois pacientes possivelmente com dengue hemorrágica, no HU ainda havia até ontem mais cinco pessoas internadas com suspeitas de dengue clássica.
Ontem, o secretário municipal de Saúde, Mário Eduardo Rocha, reconheceu que a situação de Dourados é crítica, com o avanço da epidemia no município. Ele pediu o empenho da população para ajudar a combater a dengue. “Não basta apenas as ações do poder público, a população precisa ajudar nesta guerra contra o mosquito”, disse.
Conforme dados da Vigilância Epidemiológica, em Dourados, de janeiro até agora, já são quase 2.000% de aumento dos casos, em relação ao mesmo período do ano passado.  O último boletim divulgado ontem, apontou que já são 526 notificações, sendo 195 positivas, 55 negativas e 276 pendentes.
 Desde ontem, o Exército está colaborando com os mutirões de combate a dengue no município. O Exército disponibilizou seis soldados para ajudar nas vistorias domiciliares e um caminhão para transportar as equipes até os bairros.
Ontem, três equipes de agentes de saúde e de unidades básicas de saúde concentraram a atenção nas regiões da Vila Cachoeirinha, Izidro Pedroso, Nova Dourados, Canaã I, Maracanã e Santa Maria.
Segundo o secretário de Saúde, o município tem feito a sua parte, organizando mutirões, contratando 45 agentes de saúde, além de três médicos infectologistas para dar suporte nos hospitais. 
Para ele, ainda existe  muita falta de sensibilidade por parte de muitas pessoas. “Uma casa com larva do Aedes aegypti tem capacidade para contaminar um quarteirão inteiro”, ressaltou.
Segundo ele, a  preocupação maior é com as crianças, uma vez que os adultos já conviveram com o vírus da dengue e, por isso, estão mais resistentes, diferente das crianças.
Só no Grande Flórida foram cinco crianças que tiveram que ser internadas em UTI do HU, segundo o secretário.

CLASSIFICAÇÃO
O secretário informou que a dengue pode ser classificada em três graus. Em 1º grau, a pessoa sente muita febre, dor no corpo e ao redor dos olhos. Neste caso ela precisa de bastante hidratação.
Se evoluir a um quadro que não consegue beber água, apresenta náuseas e vômitos, já pode ser classificada como 2º grau. O paciente precisa ser hidratado com soro, nas unidades básicas de saúde.
Se for dengue de 3º grau, a pessoa apresenta pressão baixa, que pode evoluir para choque hipovolêmico, o que requer internação. O estágio mais avançado da dengue é quando evolui para hemorragia, com sangramento da gengiva e pintas vermelhas na pele.
Em todos os casos, segundo o secretário, o paciente deve procurar um médico no posto de saúde mais próximo e tomar muita água para hidratar. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

ROTA BIOCEÂNICA
Comissão mista homologa consórcio que vai construir ponte da Rota Bioceânica em MS
CASTELO DE AREIA
Idoso casa com prostituta 35 anos mais nova e flagra com outro
DOENÇA DO SÉCULO
Servidor público é encontrado pendurado em árvore
COVID-19
Ministra de Bolsonaro testa positivo para Covid e cancela agenda em Nova Andradina
ASSUSTADOR
Homem encontra boneca na parede com bilhete misterioso: "obrigada por me libertar"
VIDEOS VAZADOS
Torcedora do flamengo esquenta a web com vídeos íntimos
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: Brasil registra em 24 horas 36.473 novos casos e 876 novas mortes
REVOLTANTE
Criança autista vítima de maus tratos é encontrada comendo fezes de cachorro para sobreviver
HOMICIDIO X SUICÍDIO
Marido mata esposa e tira própria vida; criança de 3 anos pede socorro a vizinho
NEGLIGÊNCIA
Criança de 2 anos ao volante mata prima de 3 anos atropelada