Menu
SADER_FULL
sábado, 16 de outubro de 2021
Busca
Brasil

Dengue cresce em bairros nobres de Dourados, diz relatório

5 Jan 2007 - 09h55
De acordo com uma parcial do relatório do índice de infestação do mês de dezembro de 2006, feito pelo CCZ, o BNH 2º Plano, por exemplo, apresentou o maior índice: 3,81%. Isso significa que em cada 100 casas existentes no bairro, em quatro foram localizados focos do mosquito. O índice está bem acima ao tolerado pela OMS (Organização Mundial de Saúde), alertou a bióloga.

“Acima de 1% já é considerado risco de surto e neste período de chuva aumentam os focos, portanto, todo cuidado é pouco”, previne.
Dos 224 bairros e distritos de Dourados, 14 apresentaram índices acima de 1% no mês de dezembro. BNH 2º Plano 3,81; Vila Maxuel 3,59%; Chácara Síria Raslen 3,51%; Jardim Ouro Verde 2,97%; Jardim Clímax 2,94%; Jardim Mato Grosso 2,19%; Vila Cachoeirinha 2,17%; distrito de Macaúba 1,48%; Jardim Cuiabá 1,45%; Campo Dourado 1,45%; Chácara Flora 1,39%; Vila Aurora 1,20% e BNH 4º Plano 1,07%.

Conforme o relatório, vasos de plantas, tonéis, caixa d’água, materiais recicláveis (garrafas e latas) e pneus são os principais recipientes onde os focos são localizados.

Magda explica que o relatório de índice serve como base para intensificar os trabalhos de combate aos focos e mosquito da dengue. “É apenas uma média, mas no geral, o maior número de focos são localizados pelos agentes de saúde em bairros localizados acima da Avenida Marcelino Pires”, frisou. Nesses bairros as larvas são localizadas em piscina, caixa d’água, casa de laje e construção.
Desde dezembro o CCZ vem intensificando as operações de combate à dengue e prevenindo a população sobre os riscos de uma nova epidemia no inicio do primeiro semestre de 2007 por causa da chuva e calor.
Existem pelo menos 50 líderes de bairros cadastrados no CCZ que vão intensificar os trabalhos de conscientização nos bairros onde o índice de infestação ficou acima do tolerado pela OMS. “Este ano temos que vencer o mosquito e evitar uma nova epidemia, por isso, a população tem que colaborar”, ressaltou a bióloga.
Ela informou que aumentou bastante o número de denúncias nos telefones 0800.647.7752 e 3411-7753. A média é de até 15 denúncias por dia.
Apesar da chuva dos últimos dias, os casos positivos de dengue não se alteraram. De 2 de julho a 22 de dezembro de 2006 foram constatados 16 casos positivos, sendo que até agora nenhum caso de dengue foi confirmado, entretanto, existem 10 exames pendentes, cujo resultado ainda não saiu. De 1º de janeiro a 22 de dezembro de 2006 foram feitas 2.183 notificações, sendo 1.659 positivos.
 
 
 
 
 
Diario MS online

Leia Também

LIÇÕES DA BÍBLIA
Ame o Senhor, seu Deus
BRASIL VERDE
Governadores avançam na criação de consórcio em defesa do desenvolvimento sustentável
LIÇÕES DA BÍBLIA
Estudo adicional
LIÇÕES DA BÍBLIA
Outras imagens
LIÇÕES DA BÍBLIA
Seu povo especial
REVOLTANTE
Vanessa, de 18 anos, é atropelada e morre após reagir a assédio
LIÇÕES DA BÍBLIA
O livro da aliança
PAVOROSO
Acumulador de lixo transforma rua de cidade modelo em paraíso das ratazanas
JOGOS MORTAIS
Escola envia carta aos pais alertando sobre a série 'round 6'
NAUFRÁGIO
Barco naufraga e duas pessoas desaparecem; buscas continuam nesta segunda (11)