Menu
SADER_FULL
sexta, 14 de maio de 2021
Busca
Brasil

Delcídio busca liberação de recursos para os municípios

8 Jul 2010 - 14h24Por Assessoria

Depois do esforço concentrado no Congresso, que permitiu a aprovação de projetos como o que autoriza a União a criar a Pré-Sal Petróleo S.A., estatal  responsável pela gerência dos contratos de exploração do petróleo da camada pré-sal, o senador Delcídio do Amaral (PT/MS) trabalha para resolver pendências de ordem técnica e financeira em emendas que destinam recursos para dezenas de municípios sul-mato-grossenses.

“Conseguimos empenhar, nas últimas semanas, R$ 28 milhões para 57 municípios. Tem dinheiro para investimentos em obras e aquisição de equipamentos com os quais será feita a manutenção das estradas vicinais. Algumas prefeituras encontraram dificuldades na elaboração do projeto necessário à solicitação dos recursos. Como a verba já está garantida através da nota de empenho, mobilizei minha equipe para que auxilie os prefeitos e trabalhe também junto aos ministérios , tomando as providências necessárias a resolver definitivamente essas questões. O objetivo é liberar o financeiro para que as obras sejam iniciadas imediatamente após o fim do período eleitoral”, revelou o senador.

Delcídio avalia como “bastante positivo” o mutirão realizado esta semana no Congresso Nacional.

         “Aprovamos projetos e emendas constitucionais muito importantes para o país. A criação da estatal que vai explorar o petróleo e o gás natural do pré-sal, por exemplo, vai permitir antecipar a produção dos campos localizados no litoral da Região Sudeste. Com isso, o Brasil como um todo sairá ganhando, na medida em que o governo federal terá mais recursos para investir em educação e nos programas sociais. Já a PEC 42/2008, conhecida como PEC da Juventude, é um avanço muito grande, especialmente no aspecto da cidadania, porque abre espaço para a criação de políticas públicas destinadas, especificamente, aos jovens, como já acontece com as crianças e os idosos”, afirma o senador.

         Outra Proposta de Emenda Constitucional aprovada esta semana pelo Senado foi a PEC 28/2009, que acaba com a exigência de separação judicial prévia dos casais para a obtenção do divórcio. Pela atual redação da Constituição, o casamento civil só pode ser dissolvido após prévia separação judicial por mais de um ano ou com comprovada separação de fato por mais de dois anos. “Em praticamente todos os países essa exigência já foi abolida, pois não faz sentido manter unidas por mais tempo pessoas que não querem permanecer juntas. Além disso, o divórcio direto vai reduzir gastos dos casais  com advogados e custas judiciais”, lembra Delcídio.

         O senador passará o final de semana em São Paulo, fazendo novos exames que dão seqüência ao tratamento de seqüelas da dengue contraída em março.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SONHO INTERROMPIDO
Agente educacional morta em ataque a creche em Saudades queria fazer intercâmbio no Canadá
PESQUISA PRESIDENCIAL
Datafolha mostra Lula disparado na corrida eleitoral
NOVA INFECÇÃO
Covid-19: após 3 semanas de queda, casos de coronavírus avançam no Brasil puxados por 9 Estados
TRISTEZA NA FAMILIA
Seis pessoas da mesma familia morrem vítimas da Covid-19
NOVAS REGRAS
WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada