Menu
SADER_FULL
quinta, 21 de outubro de 2021
Busca
Brasil

Delcídio aposta no horário gratuito para se consolidar

14 Ago 2006 - 17h25

O candidato do PT ao governo do Estado, Delcidio do Amaral, acredita que o horário eleitoral gratuito no rádio e na TV, que começa nesta terça-feira, será fundamental na definição do resultado das eleições, e vai consolidar sua vitória no dia 1º de outubro.

"A propaganda em rádio e televisão oferece à poapulação a oportunidade de confrontar propostas, avaliar as trajetórias dos candidtos e decidir, de forma consciente, o projeto que considera melhor para o futuro do Estado", avalia o candidato.

Delcidio não tem dúvidas da importância do chamado palanque eletrônico no processo eleitoral deste ano, até agora muito restrito por causa da nova legislação,  que proíbe os showmicios e impõe uma série de regras para a realização de concentrações com grande número de eleitores.

"A campanha ficou com menos visibilidade. Em compensação ganhou importância o corpo-a-corpo, o olho no olho do eleitor. Estamos gastando mais sola de sapato. O horário eleitoral vai ser um instrumento da massificação da mensagem que estamos levando praticamente de casa em casa", prevê Delcidio, que vai mostrar no rádio e na tv uma campanha propositiva, sem ataques pessoais, dando elementos para o eleitor fazer sua escolha.

"A população não aceita que os candidatos usem o horário eleitoral para a baixaria.  A propaganda gratuita, na verdade, é uma janela para que possamos discutir os avanços alcançados, os desafios ainda a serem superados. Sobretudo vai ser o espaço para projetar o futuro, mostrar que o futuro governo de Mato Grosso do Sul precisa continuar dando prioridade à inclusão social, à cidadania, mas também atuar de forma decisiva para diversificar a economia, agregar valor às matérias-primas que produzimos aqui em abundância, consolidar a indústria do turismo na nossa matriz econômica. Só assim vamos gerar os empregos e a renda que a população reivindica", diz o candidato.

Delcidio vai mostrar também na tv sua trajetória profissional, no serviço público e na iniciativa privada, e a postura democrática com que pretende conduzir sua gestão.

"Mato Grosso do Sul exige um administrador preparado, que tenha a humildade de ouvir as pessoas, respeitar as instituições democráticas e levar em conta os movimentos sociais na formulação das prioridades", pondera o candidato. 

Outro fator positivo na avaliação de Delcidio é que as regras eleitorais forçaram a produção de inserções no horário eleitoral com maior densidade programática.

"Vamos ter menos show e mais propostas. Os candidatos deixam a condição de artistas e assumem o que de fato são, postulantes a cargos eletivos, com responsabilidade na condução dos destinos do estado e do país", afirma.

Delcidio fez campanha nesta segunda-feira no cone-sul do Estado. Ao lado de candidatos a cargos proporcionais, ele percorreu as principais ruas de Itaquiraí e Naviraí, e participou de reuniões com lideranças políticas da região. Por onde andou, recebeu manifestações de apoio da comunidade.

"Precisamos de ações do governo para gerar emprego, dar condições aos pequenos produtores dos assentamentos de produzirem", argumentou a presidente do Sindicato dos Profissionais de Educação de Itaquiraí, Ana Maria Rodrigues, que também apresentou reivindicações específicas para o magistério estadual.

Leia Também

VOLTOU A SUBIR
Covid-19: Brasil registra 15.609 casos e 373 mortes em 24 horas
ESTAVA DESAPARECIDO
Corpo de pescador é encontrado dentro de jacaré
LIÇÕES DA BÍBLIA
O principal mandamento
BAIXARAM A GUARDA
Covid-19: Brasil registra 390 mortes e 12,9 mil casos em 24 horas
LIÇÕES DA BÍBLIA
Se me amam, guardarão os Meus mandamentos
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Funtrab está com 655 vagas para indígenas interessados em trabalhar em lavouras de maçã em SC e RS
ALERTA TEMPORAIS
Chance de Tempestades (La Ninã) no final do ano é de 87%, aponta atualização do NOAA
LIÇÕES DA BÍBLIA
Ele nos amou primeiro
AUXILIO EMERGENCIAL
Presidente está de acordo a prorrogação do auxílio emergencial
TRAGICO ACIDENTE
Menino de 9 anos morre enforcado com corda de balanço