Menu
SADER_FULL
sexta, 14 de maio de 2021
Busca
Brasil

Déficit de vagas em presídios deve crescer 269% até 2007

21 Ago 2004 - 10h43
Uma projeção feita pelo Departamento Nacional do Sistema Penitenciário (Depen), do Ministério da Justiça, indica que o déficit de vagas no sistema penitenciário brasileiro mais que triplicará e a população carcerária aumentará em 54% até dezembro de 2007.

O atual déficit em presídios é de 60.714 vagas. Até dezembro, ele será de 111.226, e deve chegar a 223.967 vagas no final de 2007.

O estudo informa ainda que a população carcerária era de 308.394 detentos no final do ano passado, incluindo aqueles em carceragens da Polícia Civil. O Depen estima que, em dezembro, o número total de presos no país será de 360 mil e, ao final de 2007, chegue a 476 mil.

Os cálculos foram feitos com base na média mensal de presos que saíram ou entraram no sistema penitenciário nos últimos nove anos. De acordo com o órgão, a cada mês os presídios recebem, em média, 9.391 presos por mês, enquanto 5.897 são libertados.

Isso significa que, para abrigar todos os presos, 3.494 vagas deveriam ser criadas mensalmente --41.928 por ano. No entanto, segundo o Depen, a média anual de vagas que são criadas pelos Estados é de 5.000.

Para o órgão, se as estimativas se concretizarem, daqui a quatro anos o déficit será maior do que o número de vagas oferecido.
 
Folha Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

SONHO INTERROMPIDO
Agente educacional morta em ataque a creche em Saudades queria fazer intercâmbio no Canadá
PESQUISA PRESIDENCIAL
Datafolha mostra Lula disparado na corrida eleitoral
NOVA INFECÇÃO
Covid-19: após 3 semanas de queda, casos de coronavírus avançam no Brasil puxados por 9 Estados
TRISTEZA NA FAMILIA
Seis pessoas da mesma familia morrem vítimas da Covid-19
NOVAS REGRAS
WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada