Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 25 de maio de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Decretada prisão de suspeito de matar ex-mulher de Moka

3 Abr 2007 - 15h10
A justiça de Mato Grosso do Sul decretou a prisão preventiva do principal suspeito de ser o autor dos golpes de facas que mataram a bioquímica Ana Lúcia Mendes, 48 anos, assassinada na manhã de domingo. Trata-se do mestre de obras Jair Cantazine da Silva, ex- namorado da vítima.
A Polícia Civil está a procura dele desde a tarde do dia do crime. Conforme a polícia, Jair foi visto entrando na casa e depois arrancando com o veículo Gol de cor branca.
Testemunhas afirmam que ele também foi visto bebendo num bar, por volta das 9h. Ele figura como principal suspeito porque não aceitava a separação com Ana Lúcia. Segundo a polícia ele não foi encontrado após a morte da ex-namorada para prestar informações sobre o caso.
Ela foi atingida no rosto e no pescoço, nos lados direito e esquerdo. Foram cinco golpes que quase decapitaram a vítima.
Segundo o perito Jean Cleber Dourado, o crime deve ter acontecido entre 9h e 10h da manhã deste domingo. Ela foi morta no corredor 4, da Sitioca Alvorada, localizada na BR 163, via de acesso entre Dourados a Caarapó.
A advogada Virgínia Marta Magrini, que representava a bioquímica Ana Lúcia Mendes no acordo que estava sendo feito com o mestre de obra Jair Cantazini da Silva, contou ontem que sua cliente assinaria hoje um acordo com o ex-amásio. "Eles viveram juntos por sete anos e após a separação, há pouco mais de três meses, o Jair passou a exigir partilha dos bens", conta Virgínia.
O corpo de Ana Lúcia, ex-esposa do deputado Waldenir Moka, foi velado na capela Bom Jesus e sepultado na manhã desta segunda-feira por volta das 10h30 no cemitério de mesmo nome.

 

 

 


Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL - 22.666 MORTES
Brasil tem mais 653 mortes, e vítimas da covid-19 no país chegam a 22.6
EMOCIONANTE - VIDEO
Esposo toca sanfona para esposa no hospital após ela receber alta de covid-19
ELEIÇÕES 2020?
Talvez seja inevitável adiar eleições municipais, diz Barroso
BRASIL 22.165 MORTES
Covid 19: Brasil tem mais de 22 mortes e 341 mil casos
FEMINICÍDIO
Homem mata a própria companheira por causa do auxílio emergencial
ESTRAGOS DO MORO
Veja os principais pontos da reunião ministerial que teve gravação divulgada pelo STF
ENEM
Enem 2020 é adiado por causa da Covid
SOB INVESTIGAÇÃO
Delegado diz que namorada viu mensagens no celular atirou nele e se matou
VITIMA DA COVID 19
Edivaldo perdeu o filho de 26 anos: 'Falaram que em 15 dias ele já estaria recuperado'
3º EM NUMERO DE CASOS
Brasil passa de 19 mil mortes e 296 mil casos de coronavirus; veja por Estado