Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 17 de janeiro de 2021
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
Brasil

Débito dos estados com municípios no Fundeb soma R$ 1,2 bilhão

18 Abr 2011 - 11h20Por Assomasul
Levantamento da CNM (Confederação Nacional de Municípios) mostra que o débito dos estados com os municípios no Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização do Magistério) soma R$ 1,2 bilhão.
 
O montante se refere às diferenças constatadas pelo MEC (Ministério da Educação) a partir da apuração da receita disponível pelos Estados ao Fundeb e a efetivamente arrecadada de 2007 a 2010.
 
Durante esse período, o débito total dos governos estaduais ao Fundeb é de R$ 2,1 bilhões. Porém, os recursos do Fundo são distribuídos aos próprios estados e municípios, tornando o débito aos municípios menor. Para recebimento dos recursos, os governos estaduais precisam liberá-los, para que o Banco do Brasil efetue os créditos.
 
Uma portaria da STN (Secretaria do Tesouro Nacional) e do FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação) diz que, a partir desse ano, o prazo para que os Estados disponham os valores referentes às diferenças constatadas será de 30 dias após a publicação dos dados pelo MEC.
 
No entanto, como o MEC não pode interferir na gestão financeira dos Estados e suas Secretarias de Fazenda, para que esses recursos realmente sejam repassados ao Fundeb, depende dos Tribunais de Contas. Além disso, as informações apresentadas pelo Ministério podem ser contestadas e justificadas pelos governos estaduais.
 
Para a CNM, existe ainda uma outra preocupação. Mesmo que o prazo de pagamento do débito dos governos dos Estados fosse obedecido a partir deste ano, o pagamento das diferenças verificadas entre 2007 e 2009 não foi definido.
 
“Restam dúvidas sobre como e quando os Estados disponibilizarão esses recursos, que somam R$ 1,1 bilhão”, ressalta o presidente da CNM, Paulo Ziulkoski. Por este motivo, a entidade alerta os prefeitos para que acompanhem e cobrem dos Estados, de forma articulada, a disposição dos recursos que deixaram de ser repassados.
 
Débitos

Desde o início da vigência do Fundeb, os Estados vêm deixando de colocar recursos no Fundo, diminuindo os recursos que deveriam ser aplicados na Educação.
 
Em 2007, 20 Estados deixaram de repassar R$ 435,3 milhões aos municípios no Fundeb, em 2008, o débito de 16 estados foi de R$ 279,3 milhões, em 2009, 17 Estados apresentaram débito de R$ 369,7 milhões, e em 2010, de acordo com os dados publicados pelo MEC na última quinta-feira, 12 estados deixaram de colocar R$ 136,4 milhões no Fundeb dos municípios.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DEU RUIM
Jovem é atingido por raio enquanto usava celular no banheiro
PROVA DO ENEM
Confira as medidas de segurança durante a prova do Enem
SAIU O EDITAL
Com salário de até R$ 23,6 mil, Polícia Federal abre inscrição em concurso no dia 22
DESESPERO EM MANAUS
Médicos e familiares de pacientes descrevem colapso com falta de oxigênio em Manaus; leia relatos
AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa libera saque da última parcela do auxílio emergencial a aniversariantes em julho
HORROR NA NOITE
Crianças são encontradas chorando ao lado de corpos de pais assassinados
DOR E DESCASO
Filho é obrigado abrir cova para enterrar próprio pai por não encontrar coveiro em cemitério
SEUS DIREITOS
Trabalhador afastado por Covid-19 tem direito a auxílio-doença do INSS
COM DESCONTOS
Veja as opções de pagamento do IPVA com desconto
CASA PRÓPRIA
Casa Verde e Amarela substitui Minha Casa Minha Vida com opção para renegociar dívidas e menos juros