Menu
SADER_FULL
terça, 21 de setembro de 2021
Busca
Brasil

CRM suspende registro de médico suspeito de morte em Fátima do Sul

2 Jun 2010 - 13h10Por Campo Grande News

O médico Alexsandro de Souza está interditado cautelarmente, ou seja, não pode exercer a medicina. Ele é acusado de ser o responsável pela morte da paciente Cristiane Medina Dantas, 24 anos, ocorrida após lipoaspiração em junho de 2008.

Alexsandro responde ao processo criminal e outro administrativo, junto ao CRM/MS (Conselho Regional de Medicina de Mato Grosso do Sul), que corre em segredo.

Cristiane foi submetida à cirurgia na clínica montada pelo médico em Fátima do Sul, e faleceu seis dias depois. Atualmente, a unidade médica está fechada.

O MPE (Ministério Público Estadual) ingressou com Ação Civil Pública para impedir que o médico operasse no local. A clínica não atendia às normas para funcionamento e o médico não é habilitado para a realização de cirurgias plásticas.

A especialidade de Alexsandro de Souza é cirurgia geral e, por este motivo, não pode realizar procedimentos como este. No entanto, desde 2007 ele faz cirurgias plásticas.

A estimativa é que pelo menos 100 pessoas tenham sido operadas pelo profissional. Ele atuava em Fátima do Sul, Naviraí, Juti e Dourados.

Algumas pacientes atendidas pelo médico ficaram com marcas e acusam o médico por erro.

Deixe seu Comentário

Leia Também

LUTO NA TV
Ator Luis Gustavo morre aos 87 anos, vítima de câncer
EM DECLINIO
Covid-19: Brasil registra 21,2 milhões de casos e 590,7 mil mortes
TSUNAMI NO BRASIL?
Brasil pode ser atingido por tsunami; entenda
SERPENTE
Rapaz de 18 anos é atacado por jararaca durante pescaria
TRIBUNAL DO CRIME
Traficantes enterram mulher viva para vingar denúncia
TEMPESTADE
Temporal derruba árvore sobre carros e deixa bairros no escuro
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: ministério registra 34,4 mil casos e 643 mortes em 24 horas
COMOÇÃO E REVOLTA
Menina de 5 anos é morta com tiro na cabeça enquanto caminhava para comprar lanche
CEF de Fátima do Sul OPORTUNIDADE
Caixa abre concurso com salários de mais de R$ 3 mil; confira
QUASE 600 MIL MORTES
Covid-19: mortes sobem para 588,5 mil e casos, para 21,03 milhões