Menu
SADER_FULL
sexta, 26 de fevereiro de 2021
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
Brasil

Critério técnico definirá nomes para o Ministério da Saúde

7 Jan 2011 - 13h56Por Agência Brasil

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, disse hoje (7) que o preenchimento de cargos na sua pasta seguirá critério técnico, independente de partidos políticos. Segundo o ministro, que visitou hoje o Rio de Janeiro, a prioridade é nomear para os principais cargos de seu ministério pessoas comprometidas com a saúde pública.

“Estou aberto a ouvir qualquer sugestão de políticos, parlamentares e governadores, desde que sejam sugestões para melhorar a saúde do país. A orientação da presidenta Dilma é fazer um grande esforço para que a saúde seja uma área de excelência, que possamos dar conta dos desafios que o SUS e a saúde do país têm. Essa é a minha prioridade. Creio que existem pessoas dos vários partidos que possam ter esse critério, assim como há pessoas que não são filiadas a nenhum partido”.

Alexandre Padilha deu como exemplo o secretariado já escolhido. Segundo ele, a maioria de seus secretários não é filiada a partidos políticos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CARCERE PRIVADO
Homem é preso por cárcere privado e violência doméstica após mulher pedir socorro com foto nas redes
NOVO AUXILIO
Presidente afirma Auxílio emergencial deve voltar em março, com parcelas de R$ 250
ALERTA EPIDEMIOLÓGICO
Covid-19: Brasil registra 1.541 mortes em 24 horas
MUNDO DO CRIME
Após morrer de Covid-19 no mesmo dia, casal tem oficina invadida e furtada
TRISTEZA NA FAMILIA
Pai e filho morrem de Covid-19 com poucas horas de diferença
CNH GRÁTIS
CNH Grátis: 8 mil carteiras gratuitas liberadas pelo DETRAN; inscreva-se
FINAL DA COPA DO BRASIL
Quem será o campeão da Copa do Brasil?
DIVIDA PÚBLICA
Dívida pública sobe em janeiro e atinge R$ 5,06 trilhões
ALÔ NAÇÃO RUBRO-NEGRA
VÍDEO: 'Jorge' o Urubu queridinho de Culturama viraliza nas redes sociais da Nação Rubro-Negra
LOCKDOWN
Com explosão de casos de covid, e 14 deputados infectados A. Legislativa volta a fechar as portas