Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 17 de janeiro de 2022
Busca
Brasil

Crise faz comércio eletrônico crescer 30% em 2009

1 Dez 2009 - 07h57Por Grande FM
Em faturamento as compras pela internet devem alcançar R$ 10,8 bilhões neste ano. As informações excluem os segmentos de leilão online (o site e-bay, por exemplo), passagens aéreas e automóveis.
O diretor-executivo da camara e-net, Gerson Rolim, disse que a crise afetou o setor de maneira positiva porque o cidadão valoriza mais o dinheiro quando o país passa por turbulências.

- Só a internet apresenta ferramenta de comparação instantânea. Só ali você tem certeza de que está pagando o melhor preço.

Nos últimos dez anos o e-commerce cresceu em média 45% ao ano. Nos últimos anos o ritmo diminuiu: em 2008 a expansão ficou em 25% na comparação com 2007. Em 2009 o setor vai crescer 30% sobre o ano passado.

Rolim explica que o crescimento menor não implica redução do setor, mas é uma “acomodação”.

- Crescíamos sobre números pequenos, e agora crescemos sobre bilhões.

A “quebra de paradigmas” é citada pelo diretor como uma das razões da consistência do comércio eletrônico.
Um bom exemplo dessa revolução é um apartamento de R$ 500 mil que a construtora e incorporadora Tecnisa vendeu em junho deste ano, através do Twitter. A promoção foi voltada para os 500 seguidores da companhia no miniblog.

A proposta oferecia R$ 2.000 em vale-compras, além de armários e cozinhas planejados, somente para as compras geradas através Twitter. A oferta levou o consumidor a efetivar a compra de uma unidade de três suítes no Alto da Lapa, em São Paulo.

Segundo a Tecnisa, “provavelmente este é o produto mais caro vendido pelo Twitter no mundo”, e a primeira venda de uma empresa “do segmento da construção civil utilizando redes sociais”.

Espaço

Rolim acredita que o e-commerce tem muito espaço para crescer, e cita pesquisas que mostram a existência de 70 milhões de internautas e de 30 milhões de usuários de internet banking (serviços bancários como transferências, pagamentos e investimentos online) no Brasil. Ainda assim, o diretor explica que apenas 17 milhões são consumidores.

A conclusão fica fácil:

- Se pensarmos que quem usa internet banking pode vir a comprar em sites [já que essas pessoas têm bastante intimidade com os serviços online] vamos passar a milhões de consumidores a mais.

Leia Também

COVID NO BRASIL
Em 24 horas, foram confirmados pelas autoridades sanitárias 24.934 novos casos de Covid-19
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Jovem morre após ser atingido por avião agrícola pilotado pelo pai
TEMPORAL - VIDEO
Forte chuva derruba árvores e deixa 23 mil pessoas sem energia
COVID NO BRASIL
Em 24 horas, as autoridades de saúde notificaram 175 novos óbitos, totalizando 620.971
TRAGÉDIA
Deslizamento de terra destroi casarão histórico em Ouro Preto MG
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Pai, mãe e três filhas morrem em capotamento de caminhão
BIG BROTHER
Saiba quem foram os ex-BBBs que já morreram; 3 estiveram no BBB9
COVID NO BRASIL
Covid-19: Brasil tem 87,4 mil casos e 133 mortes em 24 horas
HOMICIDIO EM SÉRIES
Bandido que comia olhos, orelhas e bebia sangue de vítimas é preso
COVID NO BRASIL
Brasil tem em 24 horas, mais 70.765 novos casos de covid-19