Menu
SADER_FULL
segunda, 8 de agosto de 2022
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
Brasil

Crimes virtuais dão mais prejuízo do que crimes físicos

28 Out 2010 - 16h34Por

Crimes cometidos pela internet renderam mais aos bandidos, do que os roubos a mão armada. Qualquer pessoa que acessa o computador pode virar uma vítima dos golpistas. "É uma guerra", alerta o diretor de uma das maiores empresas de segurança da internet no mundo. 

“Pela primeira vez em 2010 os crimes virtuais resultaram em maior prejuízo do que os crimes físicos. Por dados dos computadores se fez mais dinheiro para os bandidos do que o roubo as estoques os aos bens físicos de empresas e pessoas”, explica Eduardo Garcia Dantona, especialista em Segurança na Internet.

Qualquer pessoa está vulnerável na internet. E não precisa estar num site de compras, basta acessar uma página com promoção, sorteio e seus dados podem ser roubados. Em sete anos foram descobertos 45 milhões de vírus. “As redes zumbis são computadores que têm um vírus instalado e que agem sem saber que estão agindo”, diz o especialista. “Os spams são e-mails que a gente não conhece, convidando você a ver fotos de pessoas”, alerta Eduardo.

Para evitar que os vírus entrem na sua máquina:

- sempre atualize o computador
- jamais digite a senha do cartão.
- procure trocar as senhas pelo menos uma vez ao ano

Leia Também

COVID NO BRASIL
Covid-19: Brasil registra 261 óbitos e 40,4 mil casos em 24 horas
LENDA DO HUMORISMO
Jô Soares morre em São Paulo aos 84 anos
A CONTA GOTAS
Petrobras anuncia corte de R$ 0,20 no preço do diesel
100 PERÍCIA
Senado aprova regras que podem dispensar perícia médica do INSS
CAIXA PARA ELAS
Caixa anuncia programa voltado para o público feminino
COVID NO BRASIL
Brasil registra 265 novas mortes por Covid nas últimas 24 horas
CONFUSÃO DE TORCIDAS
Briga entre torcida do Flamengo e Corinthians deixa feridos em Campo Grande; veja vídeos
PREOCUPANTE
Covid-19: Brasil registra 295 óbitos e 34,4 mil casos em 24 horas
SOB INVESTIGAÇÃO
Brasileiro e estudante de medicina é encontrado morto em carro na fronteira
MILAGRE DA MEDICINA
Siameses brasileiros unidos pelo crânio são separados após 9 cirurgias