Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 27 de setembro de 2021
Busca
Brasil

Criação de empregos formais soma 2,52 milhões em 2010 e bate recorde

18 Jan 2011 - 16h36Por G1

Informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgadas nesta terça-feira (18) pelo Ministério do Trabalho mostram que foram criados 2,52 milhões de empregos com carteira assinada em todo ano de 2010, o que representa novo recorde histórico.

A série histórica do Caged tem início em 1992. Até o momento, a maior criação de empregos formais para um ano fechado havia sido registrada em 2007 - quando foram abertas 1,61 milhão de vagas. No ano passado, pela primeira vez, a criação de empregos com carteira assinada ultrapassou a barreira de 2 milhões.

De acordo com dados do Ministério do Trabalho, a criação de empregos formais bateu recordes em seis dos doze meses do ano passado. O número foi o maior da história para os meses de janeiro a maio e, posteriormente, em agosto de 2010.

Mudança no formato de divulgação
A meta do ministro do Trabalho, Carlos Lupi, era de atingir 2,5 milhões de empregos criados no ano passado. Para atingir esse objetivo, porém, o governo contabilizou, pela primeira vez, empregos declarados fora do prazo de entrega da declaração. Esses empregos, que geralmente são divulgados somente com a divulgação da Rais, em meados de cada ano, somaram 387 mil em 2010. Sem a mudança na metodologia de divulgação, teriam sido criados, pelo critério antigo, 2,13 milhões de empregos com carteira assinada no ano passado.

"Estamos fazendo um aprimoramento para essa divulgação. Nós temos todo mês os dados do Caged colocados até o décimo dia útil. Depois, fazemos todo o somatório dos dados e disponibilizamos. Só que o sistema continuam contabilizando os dados que enviam fora do prazo, sujeitos à multa. É uma infração à lei. Normalmente, esperávamos coletar todos os dados fora do prazo e só juntava com os dados finais da Rais [que sai em maio], que são os dados ampliados. São dados mais próximos da fotografia real do mercado. Estou antecipando a divulgação deles. Não tem maquiagem dos dados. Não é meu perfil maquiar. Os dados são os mesmos e a metodologia é a mesma. Não há manipulação", declarou Lupi.

Mês de dezembro
Em dezembro do ano passado, o governo informou que foram fechadas 407 mil vagas com carteira assinada. Geralmente, há mais demissões do que contratações no último mês de cada ano. No mês passado, o ministro do Trabalho, Carlos Lupi, informou que o fechamento de vagas em dezembro seria inferior a 300 mil postos.

15 milhões de empregos nos governos de Lula
Dados do Ministério do Trabalho informam ainda que foram criados, entre janeiro de 2003 e dezembro de 2010, 15,04 milhões de empregos com carteira assinada. Esse valor incorpora os dados da RAIS, informou o Ministério do Trabalho, o que engloba, também, servidores públicos federais, estaduais e municipais.

Previsão para 2011
Lupi manteve a previsão de que serão criados, pelo menos, três milhões de empregos formais no primeiro ano do mandato da presidente eleita, Dilma Rousseff. Se confirmado, esse valor representará novo recorde histórico.

Leia Também

DESASTRE AÉREO
Diretor da UPA que sofreu acidente aéreo no Pantanal morre em hospital
COVID-19
Covid-19: Brasil tem 15,7 mil novos casos e 537 mortes em 24 horas
+ AUMENTO
Gasolina sobe pela 8ª semana seguida nos postos, aponta ANP
PAN AMERICANO JUNIOR
Atleta de MS carregará as cores do Brasil no vôlei de praia nos Jogos Pan-Americanos Júnior
LIÇÕES DA BÍBLIA
Prefácio de Deuteronômio
ROTA BIOCEÂNICA
Comissão mista homologa consórcio que vai construir ponte da Rota Bioceânica em MS
CASTELO DE AREIA
Idoso casa com prostituta 35 anos mais nova e flagra com outro
DOENÇA DO SÉCULO
Servidor público é encontrado pendurado em árvore
COVID-19
Ministra de Bolsonaro testa positivo para Covid e cancela agenda em Nova Andradina
ASSUSTADOR
Homem encontra boneca na parede com bilhete misterioso: "obrigada por me libertar"