Menu
SADER_FULL
quinta, 15 de abril de 2021
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
Brasil

Cresce o uso de celular em casa de 2002 a 2003, diz IBGE

29 Set 2004 - 17h58
O número de residências em que o celular é o único tipo de telefone disponível aumentou 31,3% de 2002 a 2003, revelou uma pesquisa divulgada nesta quarta-feira pelo IBGE.
   
   O crescimento é mais que o dobro do aumento registrado de 2001 para 2002, que ficou em 15,4 por cento, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.
   
   "Esses resultados podem ser um indicativo do uso deste tipo de linha, importante para a comunicação fora da moradia, para suprir a falta da linha fixa", afirmou o IBGE na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) de 2003.
   
   Em 11,2% das moradias pesquisadas havia somente linha móvel em 2003 e, em 2001, quando começou a investigação, eram 7,8% de casas com apenas esse tipo de telefone.
   
   Segundo o IBGE, a expansão de celulares também foi expressiva nos domicílios em que existia a linha convencional fixa (13,8%, de 2001 para 2002, e de 9,5%, de 2002 para 2003).
   
   De maneira geral, a proporção de casas com acesso ao serviço de telefonia mais que triplicou em dez anos, passando de 19,8% para 62% em 2003.
   
   O aumento registrado de 2002 a 2003 no número de domicílios com telefone foi de 3,9%, inferior aos 7% registrados de 2001 para 2002, segundo a pesquisa.
   
   Para o IBGE, "a expansão de 2002 para 2003 resultou do aumento dos domicílios em que havia linha móvel celular (15,1%)", pois houve uma "retração" no número de domicílios com linha fixa convencional.
   
   O percentual de casas com linha fixa caiu de 52,8% em 2002 para 50,8% em 2003.
   
   Segundo a Pnad, o número de casas com computador cresceu 11,4% de 2002 para 2003, "muito superior aos constatados para os demais bens duráveis".
   
   No caso da Internet também houve um aumento entre 2002 e 2003, de 14,5%, embora tenha sido inferior ao crescimento registrado de 2001 para 2002, que ficou em 23,5%.
   
   Em 2003, a proporção de casas com computador chegou a 15,3% e daquelas ligadas à Internet, 11,4%. O IBGE começou a pesquisar a existência de microcomputadores nos domicílios a partir de 2001.
 
Invertia

Deixe seu Comentário

Leia Também

DESESPERADOR
Covid-19: Brasil registra 3.808 mortes em 24 horas
EXEMPLAR
Cidade modelo que vacinou 64% da população vê casos de covid-19 caírem 78%.
NOVO CÓDIGO DE TRANSITO
Novo Código de Trânsito entra em vigor na segunda-feira; veja mudanças
LOCKDOWN É A SOLUÇÃO?
Araraquara X Bauru: dois retratos do Brasil com e sem lockdown contra a covid-19
AGRICULTURA SUSTENTAVEL NO MUNDO
II Congresso Mundial de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta deve receber 1 mil inscrições
MORTANDADE
Brasil bate marca de 4 mil mortes por Covid registradas em um dia pela 1ª vez
COPA LIBERTADORES
Santos vence o San Lorenzo na Argentina e abre vantagem por vaga nos grupos da Libertadores
FATALIDADE
Técnico de informática morre após levar choque a partir de fone de ouvido
CANALHA
Pai comete estupro e diz que filha precisa saber "como é ter um homem"
SOB INVESTIGAÇÃO
Cantor gospel e pastor é encontrado morto e amarrado em árvore