Menu
SADER_FULL
terça, 28 de setembro de 2021
Busca
Brasil

Crea-MS cadastra profissionais para vistoria em estádios de futebol

4 Nov 2009 - 14h23Por Fátima News, com Assessoria
O cadastramento poderá ser feito até o dia 30 de novembro na sede do Crea-MS, em Campo Grande, ou nas inspetorias no interior do Estado
 

No dia 22 de outubro, os Conselho Regionais de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (Creas), Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (Confea) e o Ministério do Esporte firmaram um convênio de cooperação técnica para realizar o cadastramento de profissionais interessados e legalmente habilitados para a prestação de serviços de emissão de laudos de vistoria de engenharia e de estabilidade estrutural nos estádios de futebol, conforme determinação da Portaria nº 124/09, do Ministério. Essa portaria estabelece os requisitos mínimos a serem contemplados nos laudos previstos no Decreto Federal nº 6795/09, que regulamenta o artigo 23 da Lei nº 10.671/03 – que trata sobre o controle das condições de segurança dos estádios de futebol.
 
O cenário do futebol mudou no país e o mercado tende a crescer para além do mundo da bola. Os grandes eventos conquistados pelo Brasil, como a Copa das Confederações (2013), a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016, além dos campeonatos estaduais e dos nacionais, envolverão cada vez mais profissionais. E nesse novo cenário, as áreas de engenharia, arquitetura e agronomia tendem a conquistar uma boa fatia, seja no planejamento dos espaços urbanos, nos projetos de reforma e construção dos novos estádios, ou na emissão de laudos que garantam a segurança dos torcedores.
 
Os profissionais interessados em participar do cadastramento devem procurar a sede do Crea-MS, em Campo Grande, ou as inspetorias no interior do Estado para preencher de requerimento de habilitação, de 3 a 30 de novembro de 2009. Só podem participar engenheiros civis, engenheiros arquitetos, arquitetos e urbanistas, engenheiro mecânico; engenheiro eletricista; engenheiro agrônomo e demais profissões que possuam atribuições pertinentes para a prestação dos serviços, objeto do Termo de Cooperação Técnica. Não serão aceitas inscrições por  email ou fac-símile.
 
Para inscreve-se, os profissionais não poderão ter sido penalizados por infrações ao Código de Ética nos últimos cinco anos e devem ter regularidade de registro, anuidade e de experiência comprovada por Certidão de Acervo Técnico (CAT), conforme estabelecido no artigo 30 da Lei nº 8.666/93 e na Resolução nº 317/86, do Confea. Também poderão solicitar a habilitação os profissionais que participarem do Curso de Orientação Básica, que será ministrado em data a ser comunicada previamente pelo Crea-MS.
 
A listagem de profissionais habilitados  será encaminhada à Confederação Brasileira de Futebol, às  Federações Estaduais, ao Ministério do Esporte e também serão divulgada no site dos Conselhos Federal e Regionais de Engenharia, Arquitetura e Agronomia.
 

Documento orienta inspeções nos estádios
 
Em abril, durante a realização do Colégio de Presidentes dos Crea’s, em Belo Horizonte - MG, foi entregue ao ministro do Esporte, Orlando Silva, o documento “Diretrizes Básicas para Elaboração de Relatório de Inspeção Predial em Estádios de Futebol”. O documento é uma sugestão de normas para a unificação dos laudos de engenharia em todos os estádios do país e é um dos itens do Decreto assinado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em março, que regulamenta o artigo 23 do Estatuto de Defesa do Torcedor (Lei nº 10.671).  A exigência visa aumentar a segurança e o conforto do torcedor, tornando obrigatória a apresentação de quatro laudos: o laudo técnico de segurança, de vistoria de engenharia, de prevenção e combate de incêndio, e de condições sanitárias e de higiene. Quando o laudo de engenharia exigir, o estádio terá que apresentar um quinto laudo atestando a estabilidade estrutural.
 
 
De acordo com o diretor de competições da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Virgílio Elísio da Costa Neto no Brasil, cerca de 30% dos estádios possuem capacidade inferior a cinco mil lugares. 60% não chegam a 10 mil e 70% dos 640 estádios existentes hoje, são de responsabilidade municipal. Em Mato Grosso do Sul, 22 estádios de futebol integram o cadastro nacional da CBF: 1 de propriedade do governo federal (Morenão), 1 privado (SERC, Chapadão do Sul), 1 estadual (Douradão) e os 19 restantes de propriedade dos municípios.

Leia Também

CARRO DESGOVERNADO
Aluno de 13 anos é atropelado e prensado contra muro de colégio por carro desgovernado
SOB INVESTIGAÇÃO
Amigos saem para pescar e encontram cadáver boiando em rio
DESASTRE AÉREO
Diretor da UPA que sofreu acidente aéreo no Pantanal morre em hospital
COVID-19
Covid-19: Brasil tem 15,7 mil novos casos e 537 mortes em 24 horas
+ AUMENTO
Gasolina sobe pela 8ª semana seguida nos postos, aponta ANP
PAN AMERICANO JUNIOR
Atleta de MS carregará as cores do Brasil no vôlei de praia nos Jogos Pan-Americanos Júnior
LIÇÕES DA BÍBLIA
Prefácio de Deuteronômio
ROTA BIOCEÂNICA
Comissão mista homologa consórcio que vai construir ponte da Rota Bioceânica em MS
CASTELO DE AREIA
Idoso casa com prostituta 35 anos mais nova e flagra com outro
DOENÇA DO SÉCULO
Servidor público é encontrado pendurado em árvore