Menu
SADER_FULL
sábado, 16 de outubro de 2021
Busca
Brasil

CPI investiga candidato de MT que ganhou na Mega-Sena

26 Jul 2006 - 13h50
O vereador de Cuiabá e candidato a deputado estadual pelo PV, Mário Lucio Guimarães de Jesus, é investigado pela CPI do Bingos, por ser um dos ganhadores do prêmio da Mega-Sena. De acordo com matéria publicada nesta semana pela revista Istoé, a CPI dos Bingos, antes de encerrar seus trabalhos, entregou ao Ministério Público os nomes de todos os ganhadores da Mega-Sena nos últimos nove anos, no qual irá realizar uma investigação nos respectivos Estados dos ganhadores. A Policia Federal também participará desta investigação.

No relatório final da CPI, foi apresentado indícios de lavagem de dinheiro nas loterias e que parte deles teria abastecido caixa 2 de partidos. Segundo a lista completa dos ganhadores, no total eles embolsaram R$1,5 bilhão.

Um dos milionários da Mega-Sena é o vereador de Cuiabá (MT), Mário Lucio, que ganhou em julho de 2003 o prêmio no valor de R$ 6,7 milhões. Segundo o parlamentar, ele não é uma pessoa de apostar em jogos de azar, mas naquele dia apostou R$ 1 e foi o vencedor do concurso.

Sobre as investigações do Ministério Público e da Policia Federal, o vereador afirmou que as irregularidades devem vir a público. "Podem vasculhar a minha vida, pois não tenho nenhuma irregularidade. As únicas doações que fiz foram para a minha própria campanha em 2004, meus familiares e as entidades beneficentes que auxilio", salientou.

Mario Lucio é candidato a deputado estadual pelo PV, mas ao registrar sua candidatura no Tribunal Regional Eleitoral (TRE), apresentou um patrimônio de R$ 536 mil em imóveis. O erro ao apresentar o patrimônio, segundo o vereador, se deve ao contador. Do prêmio que recebeu, ele afirmou que possui uma faixa de R$ 4 milhões.

Foi declarado um valor R$ 800 mil na estimativa de gasto de campanha apresentada ao TRE-MT. Ao ser questionado, Mario Lucio disse que gastará R$ 600 mil, destes uma parte ele gastará, uma o partido e outra será de doações. Ele salientou que se o partido não colocar a contra-partida, ele não participará da campanha.

O vereador afirmou que sempre procurou a discrição. "Eu me arrependo de participar da política por causa dessa exposição que tive na mídia. Agora coloco minha mulher e meu filho em risco, tanto que ninguém está saindo de casa". Na área política, ele afirmou que atua desde a década de 80, uma de suas ações foi a criação da Associação da Fraternidade Cristã dos Deficientes em 1983, no qual é membro fundador.

Como político, participou da primeira eleição para vereador em 2000 pelo PPS, no qual perdeu. Na segunda disputa em 2004, já estava filiado ao PV, após ter ganhado o prêmio. O gasto de campanha na primeira eleição foi R$154 mil. "O salário de vereador na Câmara não compensa o gasto que tive na campanha. O dinheiro não retorna, muito pelo contrário, só aumentaram", salientou.

Guimarães, no período de 1974 a 1980, teve a doença osteomielite e uma infecção generalizada, no qual deixou como seqüela uma deficiência física na perna direita. Mesmo com a deficiência, ele continuou os estudos onde se formou em pedagogia pela UFMT e passou em um concurso pela Secretaria de Estado de Saúde há 24 anos.

Retratação
A assessoria de comunicação do parlamentar encaminhou à revista Istoé uma carta pedindo retratação pela matéria divulgada, por mostrar a foto e o valor do prêmio. Além disso, a assessoria argumentou que na matéria existe uma conotação que Mario Lucio Guimarães de Jesus entrou na política após ter ganhado o prêmio na Mega-Sena. No entanto, ele participou como candidato a vereador pelo PPS em 2000, no qual perdeu, e, em 2004, disputou novamente a eleição pelo PV e ganhou. Além de participar de movimentos políticos ligados aos deficientes físicos, no qual também é portador.

Leia Também

LIÇÕES DA BÍBLIA
Ame o Senhor, seu Deus
BRASIL VERDE
Governadores avançam na criação de consórcio em defesa do desenvolvimento sustentável
LIÇÕES DA BÍBLIA
Estudo adicional
LIÇÕES DA BÍBLIA
Outras imagens
LIÇÕES DA BÍBLIA
Seu povo especial
REVOLTANTE
Vanessa, de 18 anos, é atropelada e morre após reagir a assédio
LIÇÕES DA BÍBLIA
O livro da aliança
PAVOROSO
Acumulador de lixo transforma rua de cidade modelo em paraíso das ratazanas
JOGOS MORTAIS
Escola envia carta aos pais alertando sobre a série 'round 6'
NAUFRÁGIO
Barco naufraga e duas pessoas desaparecem; buscas continuam nesta segunda (11)