Menu
SADER_FULL
terça, 27 de outubro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Corumbá implanta vigilância em saúde ambiental

20 Jun 2007 - 15h29

A Prefeitura de Corumbá está assumindo o componente municipal do Subsistema Nacional de Vigilância em Saúde Ambiental (SINVSA), que será responsável pelo gerenciamento de ações e serviços prestados por órgãos e entidades públicas e privadas relativos à vigilância em saúde ambiental. O objetivo é detectar e prevenir qualquer mudança nos fatores determinantes e condicionantes do meio ambiente que ocasionem riscos à saúde humana.

Regulamentado pelo Governo Federal através da Instrução Normativa nº 1, de 7 de março de 2005, o SINVSA tem por finalidade recomendar e adotar medidas de promoção da saúde ambiental, prevenção e controle dos fatores de riscos relacionados às doenças e outros agravos à saúde, em especial a água para consumo humano, ar, solo, contaminantes ambientais e substâncias químicas, desastres naturais, acidentes com produtos perigosos, fatores físicos e ambiente de trabalho.

O serviço será executado pela Secretaria Executiva de Saúde, ligada à Secretaria Municipal de Ações Sociais. O primeiro passo para a implantação foi o envio de duas profissionais, a veterinária Viviane Ametlla e a bióloga Michele Soares de Lima, para um curso em Campo Grande, junto à Secretaria Estadual de Saúde.

"O SINVSA já é desenvolvido a nível nacional e estadual. Agora, está sendo descentralizado e os municípios também atuarão na área da Vigilância em Saúde Ambiental. Em Corumbá, já estamos iniciando o processo para a sua implantação, apesar de que há muito tempo realizamos a coleta de água de consumo humano para análise", diz Viviane, lembrando que o material coletado é encaminhado para análise em laboratório de Campo Grande.

Ela informa ainda que, com a descentralização dos serviços, Corumbá será responsável pela vigilância e prevenção dos riscos decorrentes dos desastres naturais; acidentes com produtos perigosos, fatores físicos, ambiente de trabalho, coleta e consolidação dos dados provenientes de unidades do sistema de vigilância em saúde ambiental. Também caberá ao município o envio dos dados ao governo estadual, regularmente, respeitando os prazos estabelecidos pelas normas de cada sistema, além da análise e atualização contínua dos dados.

 

 

 


Deixe seu Comentário

Leia Também

BARBÁRIE
Marido mata mulher a facadas dentro de casa durante almoço de domingo
CAPOTAMENTO
Carro capota várias vezes ao fazer curva na MT-412 e mata fotógrafo
BRASIL - 157.134 MORTES
Brasil acumula 5,3 milhões de casos e 157 mil mortes por covid-19
AJUDA FINANCEIRA
Caixa paga 2ª parcela de R$ 300 da extensão do auxílio emergencial
SIM A VIDA
Brasil se une a Egito, Indonésia, Uganda, Hungria e EUA em declaração contra o aborto
Invasão em residência acaba morador morto por tiro acidental TRAGÉDIA NA FAMILIA
Homem mata o próprio irmão ao atirar em invasor de residência
GUERRA DA VACINA
Bolsonaro diz que não comprará vacina chinesa, mesmo se aprovada pela Anvisa
Motorista da carreta diz que ainda tentou desviar, mas não conseguiu DOENÇA DO SÉCULO
Menor pega carro escondido, joga contra carreta e morre na hora
BRASIL - 155.403 MORTES
Covid-19: Brasil tem 24.818 novos casos em 24 horas
AJUDA
Caixa Econômica paga auxílio emergencial para 5,2 milhões de beneficiários