Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 22 de janeiro de 2021
Busca
Brasil

Cortes no Orçamento visam estabilidade, afirma Vander

11 Fev 2011 - 16h37Por Fátima News
Ao comentar o anúncio do Governo Federal de cortar R$ 50 bilhões do Orçamento da União para 2011, o deputado federal Vander Loubet (PT-MS) afirmou que a medida é necessária nesse momento, mas acredita que no segundo semestre, com a volta do equilíbrio das contas públicas, os investimentos governamentais voltarão aos níveis dos anos anteriores.
 
“A presidenta Dilma segue o caminho correto, com serenidade. Não age de forma demagógica. Ela quer solidez na política monetária com o equilíbrio das contas públicas. Com isso, haverá mais fôlego para consolidar a política de juros e aperfeiçoar o crescimento econômico, além de assegurar os investimentos”, frisou o parlamentar.
 
Vander também procurou tranquilizar as pessoas que estão aguardando convocação em concursos públicos na expectativa de obter o retorno do tempo e recursos investidos nos estudos. “Acredito que os concursos públicos com editais abertos ou em andamento devem ser concluídos até as contratações”, declarou.
 
Ministro em Campo Grande
 
Ainda sobre os temores em torno do corte no Orçamento da União, o deputado Vander Loubet esteve ontem (10) em audiência com o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, em Brasília (DF). O parlamentar tratou de questões de interesse do Estado, especialmente a continuidade das ações do Governo Federal no combate à dengue em Campo Grande.
 
“É importante que a população entenda que os ajustes no Orçamento não vão comprometer as áreas prioritárias como a saúde”, disse Vander. Por isso, na audiência, ficou acertada, entre outras questões, a vinda de Padilha ao Mato Grosso do Sul, depois do carnaval, onde deve anunciar medidas de apoio no combate ao mosquito da dengue. Em 2010, o Ministério da Saúde liberou para a Capital cerca de R$ 17 milhões para essa ação. Estima-se que, esse ano, o mesmo valor possa ser repassado ao Município.
 
Na ocasião, o deputado Vander manisfestou ainda estar preocupado com a greve dos agentes de saúde de Campo Grande, atores fundamentais no controle da dengue e outras doenças na cidade. “Vou me empenhar para ajudar no caso. Vamos procurar as partes envolvidas e trabalhar para que se encontre um entendimento”, finalizou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

GANGUE DO TIJOLO
Menores entre 13 e 17 anos formam bando e fazem 'arrastão'; veja vídeo
LUZ DO DIA
Empresário é executado com três tiros dentro de carro
SELFIE DA MORTE
Professora tenta tirar selfie e morre afogada ao cair no mar
tratamento precoce prefeito curitiba 100 TRATAMENTO
"Estão no Cemitério", diz prefeito de Curitiba sobre pessoas que usaram tratamento precoce Covid-19
A CASA CAIU
Mulher invade casa e flagra namorado fazendo sexo com outra; veja vídeo
LINHA DE FRENTE
'Ele lutou até o final', diz irmã de médico de 28 anos, após quase um mês morreu de Covid-19
SEU BOLSO
Litro da gasolina sobe R$ 0,15 nas refinarias da Petrobras
ESTUPRO DE VULNERÁVEL
Na calada da noite, namorado da avó estupra criança de 12 anos e é espancado por vizinhos
CONCURSO PÚBLICO
Concurso da Aeronáutica somam com as 21 mil vagas em outros concursos que a semana oferece
DEU RUIM
Jovem é atingido por raio enquanto usava celular no banheiro