Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 17 de janeiro de 2021
Busca
Brasil

Correspondências atrasadas complicam a vida de campo-grandenses

10 Jan 2011 - 10h49Por Campo Grande News

Há dois meses o funcionário público Sílvio Cesco enfrenta problemas para receber correspondências. Morador do Bairro Cidade Jardim, ele conta que em uma situação teve de pagar até multa porque os correspondentes bancários não chegaram antes do prazo do vencimento.

“A operadora do cartão de crédito não quer saber, diz que preciso olhar o extrato na internet”, conta.

O problema afeta outros moradores do mesmo condomínio. Em outro ponto da cidade, na Vila Carolina, a aposentada Maria Lúcia Moreira também sofre com o problema.

Ela não tem recebido em dia a fatura de uma loja da qual é cliente e chegou a pensar que fosse atraso no envio da empresa.

Neste mês, nem a fatura do cartão banco veio e, por este motivo, a aposentada começou a pensar que pudesse problema dos Correios. “Agora acho que é o carteiro porque o banco nunca atrasa”, ressalta.

A assessoria de imprensa da Empresa dos Correios e Telégrafos afirma que os problemas são sazonais.

Já o secretário-geral do sindicato que representa a categoria, Alexandre Takathi, revela que a falta de carteiros tem comprometido a entrega de correspondências.

Ele explica para atender à demanda seriam necessários pelo menos mais 150 trabalhadores em todo o Estado.

Segundo Alexandre, o problema atinge, além de Campo Grande, Ponta Porã, Dourados, Três Lagoas e Corumbá.

Na Capital, bairros na região Norte, que vão desde o Monte Castelo ao Nova Lima, são os que mais sofrem com esta situação.

Já no interior, o maior déficit concentra-se em Dourados e Ponta Porã.

Segundo a assessoria de imprensa dos Correios, só em Campo Grande são 350 carteiros e, para atender à demanda, os trabalhadores fazem hora extra e também são inseridos no processo funcionários temporários.

Alexandre destaca que os carteiros têm feito cargas excessivas e que nem o dia de descanso tem sido poupado.

A última contratação de carteiros foi em fevereiro do ano passado e o diretor do sindicato espera que novo concurso seja feito até março deste ano.

Procon - Clientes não têm procurado o Procon para reclamar deste problema, segundo o coordenador, Alexandre Rezende.

Ele enfatiza que, nestes casos, o cliente deve cobrar providências da empresa, já que não é ele que contrata o serviço dos Correios.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DEU RUIM
Jovem é atingido por raio enquanto usava celular no banheiro
PROVA DO ENEM
Confira as medidas de segurança durante a prova do Enem
SAIU O EDITAL
Com salário de até R$ 23,6 mil, Polícia Federal abre inscrição em concurso no dia 22
DESESPERO EM MANAUS
Médicos e familiares de pacientes descrevem colapso com falta de oxigênio em Manaus; leia relatos
AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa libera saque da última parcela do auxílio emergencial a aniversariantes em julho
HORROR NA NOITE
Crianças são encontradas chorando ao lado de corpos de pais assassinados
DOR E DESCASO
Filho é obrigado abrir cova para enterrar próprio pai por não encontrar coveiro em cemitério
SEUS DIREITOS
Trabalhador afastado por Covid-19 tem direito a auxílio-doença do INSS
COM DESCONTOS
Veja as opções de pagamento do IPVA com desconto
CASA PRÓPRIA
Casa Verde e Amarela substitui Minha Casa Minha Vida com opção para renegociar dívidas e menos juros