Menu
SADER_FULL
sexta, 24 de setembro de 2021
Busca
Brasil

Corregedoria inicia análise dos vídeos e vai ouvir Rigo

29 Set 2010 - 12h10Por Campo Grande News

O corregedor geral da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, deputado Maurício Picarelli (PMDB), já recebeu cópia dos vídeos postados no Youtube, em que o primeiro-secretário da Casa, deputado Ary Rigo (PSDB), conversa com o ex-secretário de Governo de Dourados, Eleandro Passaia, e revela indícios de corrupção.

A assessoria da Corregedoria está transcrevendo o diálogo entre Rigo e Passaia na íntegra, para que o corregedor analise o conteúdo e possa confrontar as informações com a nota de esclarecimento divulgada pelo parlamentar.

Só então Rigo será intimado a dar explicações sobre o assunto e terá cinco dias de prazo para este procedimento.

Depois de ouvir o deputado e confrontar as informações, Picarelli vai elaborar um relatório, que será analisado por uma comissão de ética. Este grupo vai julgar se houve ou não quebra de decoro por parte do parlamentar acusado.

A decisão vai a plenário e a pena máxima para Rigo, conforme o resultado da votação, é a cassação do mandato.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ROTA BIOCEÂNICA
Comissão mista homologa consórcio que vai construir ponte da Rota Bioceânica em MS
CASTELO DE AREIA
Idoso casa com prostituta 35 anos mais nova e flagra com outro
DOENÇA DO SÉCULO
Servidor público é encontrado pendurado em árvore
COVID-19
Ministra de Bolsonaro testa positivo para Covid e cancela agenda em Nova Andradina
ASSUSTADOR
Homem encontra boneca na parede com bilhete misterioso: "obrigada por me libertar"
VIDEOS VAZADOS
Torcedora do flamengo esquenta a web com vídeos íntimos
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: Brasil registra em 24 horas 36.473 novos casos e 876 novas mortes
REVOLTANTE
Criança autista vítima de maus tratos é encontrada comendo fezes de cachorro para sobreviver
HOMICIDIO X SUICÍDIO
Marido mata esposa e tira própria vida; criança de 3 anos pede socorro a vizinho
NEGLIGÊNCIA
Criança de 2 anos ao volante mata prima de 3 anos atropelada