Menu
SADER_FULL
segunda, 17 de maio de 2021
Busca
Brasil

Corpos não encontrados, buscas recomeça amanhã em Fátima do Sul

26 Jul 2010 - 17h20Por Washington Lima / Fátima News

Encerrada as buscas desta segunda-feira (26), pelos corpos que estão desaparecidos nas águas do rio Dourados em Fátima do Sul. Equipes do Corpo de Bombeiros de Fátima do Sul se revezam nas buscas que ser recomeçadas na manhã de terça-feira.

 

 

O primeiro aconteceu no distrito de Culturama, município de Fátima do Sul, na madrugada de sábado (24), entre a 9ª e 10ª Linha, local conhecido como “Cascalheira”, onde pescador Ildo Francisco Rodrigues, mais conhecido como “Barba”, de 41 anos desapareceu.

 

 

 

O segundo caso também no sábado por volta das 17h de sábado (24), um grupo de pescadores teriam avistado um corpo boiando nas águas do rio Dourados, a cerca de 3Km da ponte de Fátima do Sul, onde um deles acionou o Corpo de Bombeiros.

 

 

Neste momento já iniciaram as buscas pelo corpo. Porém existem várias versões do suposto “sexo” ou “raça” do referido corpo que estava boiando. Bombeiros se mobilizam com intuito de localizar os corpos desaparecidos.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Foto: Divulgação/Instagram LUTO NA MÚSICA
MC Kevin morre aos 23 anos no Rio de Janeiro
SONHO INTERROMPIDO
Agente educacional morta em ataque a creche em Saudades queria fazer intercâmbio no Canadá
PESQUISA PRESIDENCIAL
Datafolha mostra Lula disparado na corrida eleitoral
NOVA INFECÇÃO
Covid-19: após 3 semanas de queda, casos de coronavírus avançam no Brasil puxados por 9 Estados
TRISTEZA NA FAMILIA
Seis pessoas da mesma familia morrem vítimas da Covid-19
NOVAS REGRAS
WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe