Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 7 de agosto de 2022
BANNER IMPRESSORAS
Busca
Brasil

Corpo de homem é encontrado em decomposição em fazenda

15 Set 2010 - 05h25Por Campo Grande News

Policiais rodoviários estaduais de Sidrolândia encontraram ontem, por volta das 9h30, numa área alagada da Fazenda Guaranezio, o corpo em avançado estado de decomposição de Reginaldo Aparecido Rodrigues, 48 anos.

De acordo com informações da Polícia Civil de Sidrolândia, o proprietário da fazenda foi conferir uma área que tinha sido alagada em decorrência da forte chuva que caiu nesta terça-feira no local e se deparou com o corpo de Reginaldo caído próximo a uma cerca que faz divisa da propriedade com uma área de preservação permanente.

Testemunhas disseram à polícia que Reginaldo vivia doente e que costumava se ausentar da propriedade por vários dias assim que terminava seus serviços. Por esse motivo eles imaginavam que o funcionário da fazenda estivesse fora do local.

Perto do corpo de Reginaldo foi encontrada uma mala com roupas. Segundo a polícia não havia sinais de violência no corpo, que foi encaminhado ao IML (Instituto Médico de Sidrolândia).

A Fazenda Guaranezio tem acesso pela rodovia MS-162, entre Maracaju e Sidrolândia. Fica próxima ao Posto de Combustíveis Pequi.

Leia Também

COVID NO BRASIL
Covid-19: Brasil registra 261 óbitos e 40,4 mil casos em 24 horas
LENDA DO HUMORISMO
Jô Soares morre em São Paulo aos 84 anos
A CONTA GOTAS
Petrobras anuncia corte de R$ 0,20 no preço do diesel
100 PERÍCIA
Senado aprova regras que podem dispensar perícia médica do INSS
CAIXA PARA ELAS
Caixa anuncia programa voltado para o público feminino
COVID NO BRASIL
Brasil registra 265 novas mortes por Covid nas últimas 24 horas
CONFUSÃO DE TORCIDAS
Briga entre torcida do Flamengo e Corinthians deixa feridos em Campo Grande; veja vídeos
PREOCUPANTE
Covid-19: Brasil registra 295 óbitos e 34,4 mil casos em 24 horas
SOB INVESTIGAÇÃO
Brasileiro e estudante de medicina é encontrado morto em carro na fronteira
MILAGRE DA MEDICINA
Siameses brasileiros unidos pelo crânio são separados após 9 cirurgias