Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 26 de janeiro de 2021
Busca
Brasil

Coronel da PM é sequestrado e mantido em uma mata por quatro horas em Campo Grande

19 Mar 2011 - 11h06Por Mídia Max

O coronel aposentado da PM e ex-comandante geral da corporação em meados dos anos 2000, Roberto Francisco de Souza, foi vítima de sequestro na noite desta sexta-feira (18), e permaneceu cerca de quatro horas em uma mata na saída para Rochedo, em Campo Grande, junto com outras duas pessoas - Carlos Ernani Schadler e Paulo Eduardo Rocchi Rodrigues. Quatro homens e duas mulheres, entre elas uma adolescente, todos acusados de participação no crime, estão detidos.

Por volta das 22 horas, Roberto saía de um restaurante no bairro Coronel Antonino na companhia do dono do estabelecimento e um amigo em comum, quando foram abordados por homens armados. Eles queriam a caminhonete Hilux prata, de propriedade do coronel. O grupo foi então amarrado e conduzido a uma mata, onde ficou sob a guarda dos bandidos.

Leia também: Coronel da PM ficou sob a mira de revólveres durante sequestro

Nesse período, as vítimas ouviram os sequestradores combinando com uma mulher, moradora do bairro Nova Lima, para buscá-los de carro no local. Até então os bandidos não sabiam que haviam capturado o coronel. Já na madrugada deste sábado (19), próximo de 2 horas, os reféns foram liberados e acionaram a Cigcoe (Companhia Independente de Gerenciamento de Crises e Operações Especiais), Polícia Civil, 9º Batalhão da PM e a PRE (Polícia Rodoviária Estadual).

A caminhonete foi encontrada na fazenda Itamaraty, município de Antônio João, e a suspeita é de que estava sendo levada para o Paraguai. O veículo era conduzido por Marcos Jones de Souza (26), que foi detido.

A polícia começou a desvendar o crime quando encontrou as duas mulheres no bairro Nova Lima, suspeitas de participar do sequestro. Naywasany Fernandes da Costa (19) e uma adolescente de 16 anos denunciaram outros três homens: Vantuir da Silva Nunes (34), Theomar Novas Monteiro (30) e Wilderson de Assis Ojeda (19). Todos foram detidos pela Cigcoe e encaminhados à Delegacia de Pronto-Atendimento Comunitário (Depac) no centro de Campo Grande.

O veículo usado para dar fuga aos bandidos do cativeiro era um Gol vermelho placa HPX-3734, de Goiânia, que foi encontrado com uma das mulheres. Dentro do carro a polícia encontrou 1,5 quilo de maconha, cheques, documentos e cartões de outras supostas vítimas de sequestro, além de três armas de fogo: um revólver calibre 32, um revólver calibre 38 e uma pistola de propriedade do coronel Roberto. Na caminhonete foi encontrada uma munição de pistola.

Segundo a polícia, este foi o quinto sequestro praticado pelo grupo, que agia sempre da mesma maneira.

Deixe seu Comentário

Leia Também

GANGUE DO TIJOLO
Menores entre 13 e 17 anos formam bando e fazem 'arrastão'; veja vídeo
LUZ DO DIA
Empresário é executado com três tiros dentro de carro
SELFIE DA MORTE
Professora tenta tirar selfie e morre afogada ao cair no mar
tratamento precoce prefeito curitiba 100 TRATAMENTO
"Estão no Cemitério", diz prefeito de Curitiba sobre pessoas que usaram tratamento precoce Covid-19
A CASA CAIU
Mulher invade casa e flagra namorado fazendo sexo com outra; veja vídeo
LINHA DE FRENTE
'Ele lutou até o final', diz irmã de médico de 28 anos, após quase um mês morreu de Covid-19
SEU BOLSO
Litro da gasolina sobe R$ 0,15 nas refinarias da Petrobras
ESTUPRO DE VULNERÁVEL
Na calada da noite, namorado da avó estupra criança de 12 anos e é espancado por vizinhos
CONCURSO PÚBLICO
Concurso da Aeronáutica somam com as 21 mil vagas em outros concursos que a semana oferece
DEU RUIM
Jovem é atingido por raio enquanto usava celular no banheiro