Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quinta, 13 de maio de 2021
Busca
Brasil

Coritiba acaba com hegemonia do São Paulo em casa

2 Set 2004 - 07h42

O São Paulo perdeu por 3 a 2 para o Coritiba nesta quarta-feira à noite, no Morumbi, e deu adeus à invencibilidade que tinha em casa neste Campeonato Brasileiro. O time de Cuca segue em sétimo na competição, com 45 pontos, e conta com a sorte de não poder ser passado nesta rodada por seus rivais. Mas após conseguir apenas um ponto em três jogos, ficou longe de brigar pela liderança, como fez durante a maior parte da competição.

Em compensação, o time paranaense subiu para 41 pontos e volta a sonhar alto. Depois de um bom começo, o Coritiba oscilou bastante na tabela.

O jogo

  • Logo no primeiro minuto do jogo, Tesser fez boa jogada pela direita, foi à linha de fundo e cruzou na área para Aristizábal, livre de marcação, abrir o placar. O time da casa não se abalou com o gol sofrido e quatro minutos depois empatou, depois que Diego Tardelli errou o domínio na área do time paranaense e a bola sobrou para Danilo chutar forte, sem defesa para Fernando.

    O São Paulo era melhor, dominando o meio de campo e tendo mais posse de bola, porém, aos 15 minutos, em um contra-ataque, Adriano avançou pela esquerda e foi derrubado na área por Cicinho. Tuta bateu o pênalti com categoria e marcou o segundo gol do Coritiba na partida.

    O São Paulo se desestabilizou e, desorganizado e nervoso, não conseguia levar perigo ao gol de Fernando. Em contrapartida, o time paranaense, que jogava bem fechado na defesa, contra-atacava com velocidade e chegava com perigo ao ataque.

    Aos 33, Tesser, que era sempre uma boa opção ofensiva para o Coritiba, avançou pela direita e cruzou na área para Aristizábal, que se antecipou a Fabão e cabeceou forte, levando perigo ao gol defendido por Rogério Ceni.

    Mesmo sem inspiração, o São Paulo insistia na base da vontade, mas tinha dificuldade de furar o bloqueio armado pelo time paranaense. Aos 38, no entanto, Gabriel, que tinha acabado de entrar no lugar de Fábio Santos, fez boa jogada pela esquerda e tocou Cicinho na área. O lateral, com consciência, chutou na saída do goleiro Fernando, mas Adriano conseguiu afastar a bola antes de entrar, salvando gol certo do time paulista.

    Aos 41 minutos, Roberto Brum recebeu bom passe de Tuta entre os zagueiros, avançou com a bola dominada pelo meio e, com categoria, encobriu Rogério Ceni para marcar um golaço.

    No intervalo, buscando reorganizar o São Paulo, o técnico Cuca tirou Diego Tardelli e Souza para a entrada de Lino e Rondon. Mesmo com as mudanças, o time paulista continuou jogando muito mal, errando muitos passes e irritando sua torcida.

    Aos 16, Cicinho cruzou na área, César Sampaio cabeceou, mas Fernando conseguiu espalmar a bola para escanteio. Três minutos depois, Rondon recebeu ótimo passe, chutou de primeira e obrigou Fernando a fazer outra difícil defesa.

    A situação ficou mais difícil para o time paulista aos 33 minutos, quando Grafite, depois de reclamar muito com o árbitro, foi expulso de campo.

    Mesmo com um homem a menos o São Paulo continuou lutando. Aos 37, Rondon, que entrou bem, foi derrubado na área. No entanto, Rogério Ceni cobrou o pênalti com displicência e o goleiro Fernando defendeu. Um minuto depois, Cicinho cruzou da esquerda e César Sampaio desviou para o gol e diminuiu. Mas o empate ficou no sonho.

  •  

    Terra Redação

    Deixe seu Comentário

    Leia Também

    NOVA INFECÇÃO
    Covid-19: após 3 semanas de queda, casos de coronavírus avançam no Brasil puxados por 9 Estados
    TRISTEZA NA FAMILIA
    Seis pessoas da mesma familia morrem vítimas da Covid-19
    NOVAS REGRAS
    WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
    FAMOSIDADES
    Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
    CACHAÇA
    Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
    ESCALADA DA VIOLÊNCIA
    Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
    VITIMA DO MASSACRE
    'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
    FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
    Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada
    TERROR NA CRECHE
    Sob forte emoção moradores de Saudades realizam velório coletivo das vítimas do ataque à creche
    CHEGANDO FORTE
    Frio chega com força e provoca geada no Sul