Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quinta, 21 de outubro de 2021
Busca
Brasil

Corinthians rebate Kia e afirma que ele está fora da MSI

19 Set 2006 - 14h21
Um dia após Kia Joorabchian dizer que continua presidente da MSI, a cúpula corintiana, que está em Londres, reagiu com ironia. O presidente do clube, Alberto Dualib, assegurou a seus aliados que ele está fora da parceria e só não anunciou isso oficialmente porque ainda resolve problemas como a situação de Nilmar.

A assessoria da empresa reafirma a posição de Kia e lembra que o nome dele ainda consta oficialmente no registro da MSI Licenciamentos na Junta Comercial de São Paulo como presidente da empresa.

Pessoas ligadas a Dualib chegaram a afirmar que Kia está com problemas emocionais em decorrência da morte recente do pai e que, por isso, está perdido em suas decisões.

O iraniano, Dualib, o vice corintiano Nesi Curi e os empresários Renato Duprat e Pini Zahavi jantaram anteontem à noite em Londres. No encontro, discutiram principalmente a situação do atacante Nilmar.

Segundo a Folha apurou, a reunião foi cordial e, em determinado momento, Curi disse a Kia que o procurasse quando fosse ao Brasil. O vice corintiano sempre foi um dos maiores opositores do presidente da MSI.

Chegou a declarar, no ano passado, que pediria demissão do cargo se Kia não saísse.

Kia ficou, Curi também. À TV Gazeta, anteontem, Kia afirmou que não participou de algumas decisões da parceria por causa da morte de seu pai.
"Como estou ausente? As contratações de Amoroso, Magrão e César foram acertadas aqui em Londres. Quem paga o salário deles é a MSI. Quase todos os dias falo com alguém", declarou o iraniano.

Apesar de se dizer ativo ainda na MSI, Kia afirmou, na semana passada, ao jornal inglês "The Guardian", que não era mais o gerente da parceria.
Pessoas ligadas ao executivo dizem que ele pode deixar o negócio, mas por vontade própria, e não de Dualib.

Kia estuda alternativas para sua saída. Ele considera a possibilidade de Nojan Bedroud, funcionário da MSI, assumir.

Bedroud, que também é iraniano, é amigo de infância de Kia. Dessa forma, ele continuaria, mesmo à distância, controlando o negócio.

Apesar de ter dito que avalizou a contratação de Leão, Kia atacou o treinador e disse que, por causa de ações dele, Tevez deixou o clube. "Nós fomos campeões brasileiros em 2005, e o técnico jamais disse que o Carlitos não sabia falar. Agora vem o treinador e diz que ninguém entende o que o Carlitos fala. Ele ficou magoado."
 
 
 
Folha Online

Leia Também

VOLTOU A SUBIR
Covid-19: Brasil registra 15.609 casos e 373 mortes em 24 horas
ESTAVA DESAPARECIDO
Corpo de pescador é encontrado dentro de jacaré
LIÇÕES DA BÍBLIA
O principal mandamento
BAIXARAM A GUARDA
Covid-19: Brasil registra 390 mortes e 12,9 mil casos em 24 horas
LIÇÕES DA BÍBLIA
Se me amam, guardarão os Meus mandamentos
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Funtrab está com 655 vagas para indígenas interessados em trabalhar em lavouras de maçã em SC e RS
ALERTA TEMPORAIS
Chance de Tempestades (La Ninã) no final do ano é de 87%, aponta atualização do NOAA
LIÇÕES DA BÍBLIA
Ele nos amou primeiro
AUXILIO EMERGENCIAL
Presidente está de acordo a prorrogação do auxílio emergencial
TRAGICO ACIDENTE
Menino de 9 anos morre enforcado com corda de balanço