Menu
SADER_FULL
sexta, 14 de maio de 2021
Busca
Brasil

Convênio atenderá adolescentes de entidade de Dourados

1 Dez 2004 - 08h29
Com o objetivo de viabilizar recursos para a Associação dos Patrulheiros Mirins de Dourados, o secretário de Estado de Trabalho, Assistência Social e Economia Solidária, Sérgio Wanderly Silva, o deputado estadual Ari Artuzi (PDT) e o presidente da entidade, Marcos Dias de Paula, assinaram, na tarde de ontem, na secretaria, convênio no valor de R$ 29 mil.

O recurso será disponibilizado pelo Fundo de Investimento Social (FIS), criado pela Lei nº 2.105/2000, para a implementação dos programas sociais do governo do Estado, através da arrecadação financeira, e será destinado à aquisição de 15 microcomputadores e três impressoras para o laboratório de informática a ser montado para capacitação profissional dos adolescentes. A previsão é oferecer as aulas de informática, bem como cursos de assistente administrativo, office-boy e telefonista, a partir de janeiro de 2005.

A entidade atende, atualmente, 413 alunos de 14 a 18 anos de idade com reforço escolar, cursos de liderança, atividades esportivas e oficinas culturais de música, dança e teatro. E, além do atendimento socioeducativo, realiza, também, encaminhamentos para o mercado de trabalho.

Segundo o presidente, Marcos Dias de Paula, uma das propostas da Patrulha, que já atendeu mais de cinco mil alunos desde a sua criação, é incentivar o protagonismo juvenil. Hoje, os adolescentes são considerados sócios da entidade e participam da administração com direito a voto. Além disso, desde 1997, a diretoria institucional passou a ser formada por ex-patrulheiros.

A Patrulha Mirim de Dourados é uma organização não-governamental existente há 17 anos em Dourados que, pela primeira vez, recebe recursos disponibilizados através de emenda parlamentar.

O secretário Sérgio Wanderly Silva, no ato da assinatura da emenda, mencionou a importância de viabilizar recursos a fim de atender a entidades da rede de apoio que deles necessitam. “A pobreza não é apenas falta de recursos financeiros. É uma questão de auto-estima.” Sérgio Wanderly enfatizou a importância do protagonismo dos jovens, dizendo que é fundamental que a criança, desde cedo, seja o agente da sua própria história.
 
 
Agência Popular

Deixe seu Comentário

Leia Também

SONHO INTERROMPIDO
Agente educacional morta em ataque a creche em Saudades queria fazer intercâmbio no Canadá
PESQUISA PRESIDENCIAL
Datafolha mostra Lula disparado na corrida eleitoral
NOVA INFECÇÃO
Covid-19: após 3 semanas de queda, casos de coronavírus avançam no Brasil puxados por 9 Estados
TRISTEZA NA FAMILIA
Seis pessoas da mesma familia morrem vítimas da Covid-19
NOVAS REGRAS
WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada