Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 21 de janeiro de 2022
Busca
Brasil

Controle de natalidade de cães e gatos é aprovada pela CAE

17 Mar 2010 - 13h24Por Agência Senado

 
A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) aprovou nesta terça-feira (16) projeto que prevê uma política de controle da natalidade de cães e gatos.

O PLC 4/05, que ainda será analisado pela Comissão de Assuntos Sociais (CAS), define que esse controle será feito por esterilização cirúrgica e veda qualquer outro procedimento veterinário.

De autoria do deputado Affonso Camargo (PSDB-PR), o projeto estabelece que a esterilização será executada com a observância de alguns critérios, com o objetivo de controlar a superpopulação desses animais em algumas localidade de baixa renda e o risco de epidemias.

A proposta prevê também campanhas educativas nos meios de comunicação que proporcionem ao público noções de ética sobre a posse responsável de animais domésticos.
Em seu relatório favorável à matéria, o senador Wellington Salgado (PMDB-MG) afirma que a maioria dos casos de raiva, toxoplasmose e outras zoonoses ocorrem em zonas de baixa renda, onde as pessoas não têm condições de acesso aos serviços de clínicas veterinárias particulares para seus animais.

Leia Também

ALARMANTE
Brasil bate recorde de casos diários de covid-19 com 204,8 mil
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Funtrab ainda tem 916 vagas para indígenas trabalharem nas lavouras de maçãs em SC e RS
BAIXA RENDA
Auxílio Gás: governo libera o pagamento no valor de R$ 52
COVID NO BRASIL
Covid-19: Brasil tem um aumento e registra 351 mortes em 24 horas
OMICRON
Brasil dobra contágio nas 24h e registra 74,1 mil novos casos de covid-19 e 121 mortes
LIÇÕES DA BIBLIA
Carne e Sangue como nós
ABUSO SEXUAL
Meninas escutam mãe contando de abuso sexual e fazem relato chocante sobre tio-avô
COVID NO BRASIL
Em 24 horas, foram confirmados pelas autoridades sanitárias 24.934 novos casos de Covid-19
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Jovem morre após ser atingido por avião agrícola pilotado pelo pai
TEMPORAL - VIDEO
Forte chuva derruba árvores e deixa 23 mil pessoas sem energia