Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 25 de janeiro de 2021
Busca
Brasil

Consumo nacional de energia subiu 6,5% em janeiro

25 Fev 2011 - 13h14Por

O consumo de energia elétrica no país subiu 6,5% em janeiro em relação a igual mês de 2010, acumulando expansão de 7,6% nos últimos 12 meses.

Os dados constam da Resenha Mensal do Mercado de Energia Elétrica, divulgado ontem (24) pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE).

O maior consumo mensal foi observado no setor de comércio e serviços (+7%), confirmando números do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que registrou expansão da atividade comercial no ano passado da ordem de 10,9%.

Segundo a EPE, a atividade comercial do Distrito Federal e da Bahia apresentou incremento no consumo próximo de 11%.

Já o consumo industrial em janeiro (+6,6%) evidenciou a consolidação do processo de recuperação da produção do setor. A maior taxa ocorreu na Região Sudeste (+9,6%), destacando-se a alta de 26% no Rio de Janeiro.

O consumo residencial de eletricidade também teve ampliação significativa, de acordo com o boletim da EPE, atingindo +6,5% em janeiro, ante o mesmo mês de 2010.

A Bahia, que representa 30% do consumo de energia na Região Nordeste, é o grande destaque em janeiro, com aumento de 16,2% no consumo de eletricidade. Entre fevereiro de 2010 e janeiro de 2011, o consumo das famílias teve elevação de 6,3%.

Elaborado pela Diretoria de Estudos Econômico-Energéticos e Ambientais da EPE, o estudo mostra que os estados do Espírito Santo, Piauí e Tocantins tiveram as maiores taxas de alta do consumo de energia elétrica na rede nacional em 2010, com aumento de 17,8%, 17,2% e 17%, respectivamente.

O consumo na rede subiu 7,8% no ano passado. São Paulo e Minas Gerais lideram, entretanto, a relação dos maiores consumidores de energia na rede.

Os consumidores são classificados em cativos e livres. Considerando o consumo cativo, as maiores taxas de crescimento ocorreram nos estados do Maranhão (+18,6%), Tocantins (+16,3%) e de Rondônia (+14,1%).

Em termos de gigawatt-hora (GWh) consumidos, o ranking é liderado por São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Rio Grande do Sul. Entretanto, esses estados mostraram taxas de crescimento inferiores à média nacional de 4,8%.

O consumidor cativo é aquele que compra a energia da própria distribuidora. Entre eles, estãoos consumidores residenciais, comerciais e industriais, que têm contrato com uma distribuidora e pagam tarifa, cujo reajuste é feito anualmente.

No mercado livre, que abrange os grandes consumidores de energia elétrica que compram energia de qualquer geradora, o consumo no ano passado teve expansão de 17,3%.

As maiores taxas de crescimento do consumo livre foram registradas nos estados do Rio Grande do Norte (+1.478,9%), da Bahia (+130,2%) e de Pernambuco (+113,1%).

Os líderes em consumo de GWh no mercado livre continuam sendo São Paulo e Minas Gerais, de acordo com a EPE.(Agência Brasil)

Deixe seu Comentário

Leia Também

GANGUE DO TIJOLO
Menores entre 13 e 17 anos formam bando e fazem 'arrastão'; veja vídeo
LUZ DO DIA
Empresário é executado com três tiros dentro de carro
SELFIE DA MORTE
Professora tenta tirar selfie e morre afogada ao cair no mar
tratamento precoce prefeito curitiba 100 TRATAMENTO
"Estão no Cemitério", diz prefeito de Curitiba sobre pessoas que usaram tratamento precoce Covid-19
A CASA CAIU
Mulher invade casa e flagra namorado fazendo sexo com outra; veja vídeo
LINHA DE FRENTE
'Ele lutou até o final', diz irmã de médico de 28 anos, após quase um mês morreu de Covid-19
SEU BOLSO
Litro da gasolina sobe R$ 0,15 nas refinarias da Petrobras
ESTUPRO DE VULNERÁVEL
Na calada da noite, namorado da avó estupra criança de 12 anos e é espancado por vizinhos
CONCURSO PÚBLICO
Concurso da Aeronáutica somam com as 21 mil vagas em outros concursos que a semana oferece
DEU RUIM
Jovem é atingido por raio enquanto usava celular no banheiro