Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quinta, 13 de maio de 2021
Busca
Brasil

Consumo de energia em todo o país mantém trajetória de alta

27 Set 2010 - 16h24Por Agência Brasil
O consumo de energia elétrica no país em agosto cresceu 7,1% em relação ao mesmo mês do ano passado, ficando em 35.006 gigawatts-hora (GWh). Segundo a Empresa de Pesquisa Energética (EPE), no acumulado de janeiro a agosto, o consumo aumentou 9,2% na comparação com o mesmo período de 2009.

Boletim divulgado hoje (27) pela empresa informa que esse resultado foi fortemente influenciado pelo consumo industrial, cujo desempenho, de 9,5% em agosto, na comparação com agosto de 2009, foi responsável por 4,2 pontos percentuais da taxa global.

De acordo com a EPE, em todo o ano, esta foi a primeira vez que o consumo industrial registrou taxa inferior a 10% de crescimento na comparação mensal, “o que pode ser explicado pelo fato de que em agosto de 2009 já se verificavam sinais de retomada do consumo industrial”.

De janeiro a agosto e nos 12 meses terminados também em agosto, o crescimento do consumo da indústria manteve-se elevado: 12,9% e 7,5%, respectivamente.

Nas residências, o consumo de energia cresceu em agosto 4,5% em relação ao mesmo mês de 2009 e 7,1% no acumulado de janeiro a agosto deste ano, frente ao mesmo período do ano passado. Segundo a EPE, o crescimento poderia ter sido maior não fosse o baixo resultado registrado na Região Sudeste devido ao tímido desempenho de 1,1% no Rio de Janeiro e da taxa negativa de –8,9% no Espírito Santo.

“No primeiro caso, houve influência da temperatura mais baixa e quase um dia a menos no faturamento da baixa tensão, ambos os dados em relação a agosto de 2009." No segundo caso, diz o boletim, houve deslocamento de faturamento para adequação de rotas de leitura.

Quanto ao consumo comercial, a Empresa de Pesquisa Energética informa que o setor vem tendo desempenho intenso em todo o país. Em agosto deste ano, o crescimento foi de 6,1% em relação a agosto do ano passado. No acumulado do ano, a expansão foi de 7,1% na comparação com o mesmo período de 2009.

Para a EPE, o resultado desse setor pode ser avaliado como “uma consequência natural das condições favoráveis de crédito e massa salarial, que alavancam as atividades de comércio e de serviços”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SONHO INTERROMPIDO
Agente educacional morta em ataque a creche em Saudades queria fazer intercâmbio no Canadá
PESQUISA PRESIDENCIAL
Datafolha mostra Lula disparado na corrida eleitoral
NOVA INFECÇÃO
Covid-19: após 3 semanas de queda, casos de coronavírus avançam no Brasil puxados por 9 Estados
TRISTEZA NA FAMILIA
Seis pessoas da mesma familia morrem vítimas da Covid-19
NOVAS REGRAS
WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada